São Paulo quer fechar com Adidas ou New Balance com ajuda de Kaká, diz colunista

0
773

O São Paulo pode ter a Adidas ou a New Balance como sua nova fornecedora de uniformes, e o clube acredita que o possível retorno do meia Kaká para o clube do Morumbi pode dar uma ajuda nas negociações com essas marcas. As informações são do colunista Jorge Nicola.

Desde que havia sido noticiado há algumas semanas que a Under Armour procura um rompimento amigável com o São Paulo, o time tricolor já, claro, começou a procurar uma nova marca esportiva como parceira.

Como o colunista aponta, o presidente Leco acredita que o retorno de Kaká ao São Paulo em 2018 deve ajudar bastante a chegada de uma marca esportiva de peso, casos da New Balance e Adidas.

A New Balance é a marca que mais tem crescido no mundo atualmente, em termos de proporções e com contratos importantes com Porto e Liverpool por exemplo. Um acordo com o São Paulo seria uma excelente porta de entrada para a marca no Brasil, não resta dúvida. A empresa já está na América do Sul com o time colombiano do Junior Barranquilla.

Já com relação à Adidas, Kaká foi por muito tempo um dos garotos-propagandas mais importantes da empresa das três listras, e isso poderia ser um grande atrativo para a marca alemã. Ele não é mais parceiro da Adidas desde o ano passado, quando se transferiu para o Orlando City, time da Major League Soccer, nos Estados Unidos. O que pesa contra é o fato da marca já ser parceira do Palmeiras.

Situação do São Paulo é delicada comercialmente

Além da má fase no futebol (lutando para não cair para a segunda divisão do Brasileirão 2017), a imagem do São Paulo sofreu uma desvalorização grande depois de manobras confusas dos últimos dirigentes, incluindo suposta corrupção em acordos com patrocinadores.

Isso é um grande empecilho para que o São Paulo consiga um aporte de um grande valor vindo de uma marca esportiva. A Under Armour, por exemplo, não consegue mais honrar o acordo anual com o SP, que gira em torno de 32 milhões, e por isso quer um rompimento amigável.

Devido a esse quadro que o presidente tricolor acredita que a (possível) chegada de Kaká em 2018 faria com que o clube conseguisse um acordo com números parrudos com uma marca esportiva.