Adidas e Manchester United traçam plano para tirar Messi do Barcelona

0

Uma oferta de 100 milhões de euros para Lionel Messi não renovar com o Barcelona e assinar com o Manchester United é o que planeja o clube e a Adidas para converncer o craque argentino a trocar a Espanha pela Inglaterra a partir da próxima temporada na tentativa de salvaor um dos maiores investimentos da história do mundo do futebol feito pela empresa alemã.

O Manchester United, que passa por uma crise esportiva, já que não participou nesta temporada da Champions League e está apenas em sexto lugar no Campeonato Inglês, e a Adidas, que teme converter o clube em um dos piores investimentos já feitos pela empresa, estão apostando na contratação de Messi como a solução de todos os problemas.

Apesar do Barcelona dizer publicamente que está se esforçando para manter Lionel Messi em seu elenco, a realidade é que neste momento a oitava renovação de contrato do argentino com o clube catalão ainda não começou a ser negociada para valer. Nenhuma proposta oficial foi colocada na mesa para ser discutida. O que houve até agora foram apenas conversas informais.

Com o impasse da situação, alguns clubes têm aparecido como interessados em contar com os serviços de Messi. Apesar de muito se falar sobre a possibilidade do Manchester City oferecer algo em torno de 230 milhões de euros pelo jogador, é o outro clube da cidade, o United, que está caminhando a passos mais firmes para contratar o craque argentino.

A situação esportiva do Manchester United tornou-se nos últimos meses a grande preocupação da Adidas. Com um investimento anual de 100 milhões de euros, a empresa está preocupada com a incapacidade mostrada pelo time repetir os feitos da época em que tinha Alex Fergunson como treinador.

E a situação, a cada semana que passa, piora. Com José Mourinho (embaixador da Adidas) sem conseguir resolver os problemas do clube e com estrelas que estão mais perto de deixar o clube do que de continuar (Rooney tem contrato até 2019, mas o de Ibrahimovic acaba no fim da temporada), a chegada de Messi é vista como a salvação da parceria.

A cláusula de rescisão de Messi com o Barcelona é de 250 milhões de euros, mas o plano da Adidas e do Manchester United não é pagá-la. A ideia é oferecer um prêmio de 100 milhões para que o argentino não renove com o clube catalão e o United escape da vultuosa multa.

Com exceção do Barcelona, todos sairiam ganhando com o negócio. Messi levaria no bolso 100 milhões de euros que não receberá caso acerte a renovação com o clube catalão, o Manchester United, que teria que desembolsar metade do valor para contratar o argentino (os 300 milhões de euros, 250 da rescisão e os 50 de salários anuais se transformariam em 150 milhões, 100 milhões do prêmio mais os 50d de salários) e a empresa que enfim teria seu principal garoto-propaganda defendendo um clube equipado por ela. Caso o camisa 10 aceite a proposta, a Adidas vai se comprometer a oferecer ao jogador um contrato vitalício.