Jogador turco é acusado de tentativa de homicídio após chutar rival no rosto

0
84

Uma partida amadora na Turquia ficou marcada por um lance de extrema violência esta semana, quando um jogador se revoltou após ser expulso e chutou um adversário no rosto. Após o episódio, Mehmet Değirmenci, do Sanayispor, foi demitido de seu clube e acusado de tentativa de homicídio por Kayhan Karakaş, atleta que foi vítima da agressão.

> Guia do Boleiro lança a Loja gb com camisetas exclusivas. Conheça!

Tudo começou em um lance aparentemente normal de disputa de bola na partida entre Sanayispor e Dallicaspor. Karakaş deu uma trombada com o ombro, à qual Değirmenci reagiu desproporcionalmente, passando uma rasteira no rival. Imediatamente, o árbitro do jogo mostrou o cartão vermelho para o jogador do Sanayispor, que se revoltou e deu um forte chute no rosto do rival, quando este já estava caído no chão.

[[video34412]]

A agressão, claro, deu início a uma grande confusão, com os jogadores do Dallicaspor indo para cima do adversário, que rapidamente foi retirado de campo por um membro da comissão técnica.

Camisa do Real Madrid 2016-2017 tem primeira imagem vazada

Depois da confusão, Karakaş chegou a voltar para o jogo, mas desmaiou e precisou ser levado para o hospital em uma ambulância. Segundo o jornal Daily Sabah, de Istambul, o jogador precisou receber nove pontos no lábio e, por conta da gravidade da agressão, oficializou uma acusação por tentativa de homicídio contra Değirmenci.

[[imagem34411]]

"Graças a Deus o chute foi perto da minha mandíbula. Se tivesse me acertado diretamente no rosto poderia ter quebrado meu nariz, me deixado cego ou quebrado meu pescoço", disse Karakaş, que também afirmou não ter conseguido dormir por dois dias.

Elenco do Barça protagoniza vídeo de segurança a bordo da Qatar Airways

Já Değirmenci justificou a agressão dizendo que o rival xingou sua falecida mãe no início do lance. Isso, porém, não sensibilizou os dirigentes do Sanayispor, que anunciaram por meio de uma nota oficial a demissão do jogador e um pedido de desculpas ao Dallicaspor, a Karakaş e a toda a comunidade esportiva da Turquia.