Nerea Palacios. Veja nossa entrevista com a designer das belas camisas e sua criação para times brasileiros

0
566

Nerea Palacios: ela é uma das melhores designers da atualidade, mesmo sem estar trabalhando em uma empresa. Vários entre os maiores sites do mundo repercutiram sua excepcional criação de camisas de clubes e seleções de futebol chamada I Want to Work for Nike. O Guia do Boleiro entrevistou com exclusividade a ilustradora espanhola e conseguiu junto a ela um pedido especial: ideias para camisas de clubes brasileiros.

Receba as notícias do gb direto no seu navegador. Baixe nossa extensão Chrome

A artista criou, então, camisas para Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Santos, São Paulo e Vasco. O manto dourado feito para o campeão brasileiro ficou sensacional.

Nerea nos contou que já fez mais de 600 camisas, então tentamos separar abaixo os melhores trabalhos da espanhola. Das fotos 1 a 16, postamos as camisas feitas para times brasileiros. De 17 a 21, temos alguns atletas retratado como heróis. De 22 a 29, separamos algumas camisas de futebol feitas para super-heróis. De 30 a 34, uniformes do projeto feito junto a torcedores: Supporters.com. O restante é uma seleção de camisas feitas para clubes e países ao redor do planeta. [[galeria]] O próprio nome do projeto “I Want to Work for Nike” já revela o sonho de Nerea: o de trabalhar para a Nike. Desde que criou esse plano há cerca de um ano, a ilustradora conta que muitas coisas boas aconteceram com ela (confira entrevista na íntegra abaixo). A partir dele, Nerea criou outros desafios, entre eles o Supporters.com, que é um conjunto de uniformes criados para os torcedores tradicionais, usando os símbolos icônicos do time e sem marca esportiva alguma. Além disso, ela diz que chegou a receber algumas ligações de funcionários da Nike para falar sobre seus projetos.

Como seriam as camisas do Brasileirão se todas fossem feitas pela Nike

Aqui no GB, mostramos os maiores projetos de Nerea, como as 114 camisas criadas para times ao redor do mundo, uniformes feitos para super-heróis, mantos femininos para equipes de futebol e como seriam os fardamentos dos reinos do seriado Game of Thrones. O último trabalho da ilustradora é mais uma obra de arte e retrata alguns dos maiores ícones do esporte como os principais heróis de quadrinhos: o ex-atleta de basquete Michael Jordan virou o Superman; e o quarterback da NFL Tom Brady, o Thor.

GB: Conte-nos sobre os seus projetos, seus objetivos profissionais e sobre o Supporters.pro.
Nerea: Supporters é um projeto para todos que amam o esporte, especialmente o futebol e para todos aqueles que querem fazer parte dele. Nós (designer Daniel Nyari e eu) queríamos desenvolver um site onde os seguidores foram autorizados a decidir para quais equipes iríamos fazer projetos. Tudo vai ser escolhido pelos torcedores.
O outro projeto que eu tenho trabalhado há cerca de um ano é o I Want to Work for Nike. Nele, eu redesenho uma camisa de futebol como um kit Nike. Eu pensei que seria uma boa maneira de obter atenção.
Algo que ambos compartilhamos no projeto, especialmente Supports.pro que é que nós queremos encontrar a essência da identidade dos clubes, com o intuito de criar a nossa própria perspectiva sobre uma camisa.

GB: Você tornou-se conhecida aqui no Brasil com seu projeto I Want to Work for Nike. O que aconteceu desde então?
Nerea: É absolutamente incrível o que este projeto ofereceu para mim este ano. A minha vida mudou de uma maneira que eu não poderia imaginar. Eu acho que isso é normal quando você tenta algo diferente, nem sempre funciona da maneira que você esperava. Mas na verdade eu estou aprendendo a experimentar coisas que há apenas um ano que eu não poderia imaginar. Eu não estou trabalhando para a Nike, mas talvez um dia eu consiga. Ainda acredito que eu tenho uma chance. Até mesmo algumas pessoas da Nike entraram em contato comigo. Mas eu posso dizer que eu vou fazer o projeto novamente e de uma maneira diferente, esta é a magia.

GB: Quais são seus objetivos? Por que você escolheu camisas de futebol para projetar?
Nerea: Meu único objetivo é continuar a aprender, e se puder estar perto de esportes ainda melhor. Não há dúvida de que eu amo o futebol, você deve amá-lo se você está desafiando a si mesmo, fazendo uma camisa diferente todos os dias. É difícil fazê-lo e não amá-lo, eu acho que é como um relacionamento, é um amor e às vezes até um pouco de ódio mesmo.

GB: O que você acha sobre os produtos de design da Nike? E sobre as outras marcas?
Nerea: Eu admiro Nike, especialmente pela forma como eles trabalham em equipe, tudo passando por uma mesma direção em diversos campos. Deve ser muito interessante fazer parte de uma empresa deste tamanho e com esse know/how. Graças ao projeto, eu tive a oportunidade de pesquisar um monte de camisas: algumas incríveis, outras nem tanto.
Mas o design é como esporte: nem sempre o melhor vence. Em geral, devo dizer que a concepção de uma camisa na tentativa de agradar aos torcedores é uma tarefa muito difícil! Cada um tem uma camisa em sua mente e memória. Traduzir esses sentimentos e histórias a cada temporada em um novo formato não é fácil, especialmente para as pequenas marcas.

GB: Todos adoram seu trabalho e a maioria gostasse que você fizesse as camisas de vários times do mundo, mas você não tem experiência profissional em empresas, é isso mesmo?
Nerea: É verdade. Não tenho experiência profissional em criar camisetas de futebol. Eu fiz algumas na Universidade, mas nada professional até o ano passado, quando eu trabalhei como freelancer.

GB: Há alguns designers que lhe inspiraram? Quem é o seu ídolo?
Nerea: Existem vários, talvez Nicolas Ghesquiere com sua coleção de Balenciaga outono/inverno 2007-08 foi um dos mais influentes. Tenho outros como Daniel Nyari, Angelo Trofa, David Flanagan e, claro, a Nike. Gosto de ver evoluções da marca e aprender com eles. Esta é a magia de design, quase tudo já está sendo criado, cabe a nós a olhar para uma nova perspectiva.

GB: Você projetou uma camisa para o campeão Cruzeiro. Que ideia você tomou em consideração para chegar ao projeto final?
Nerea: Eu queria que a camisa fosse limpa como um céu, apenas com as estrelas, como nos velhos tempos. Eu amo as obras limpas. Eu sei que alguns torcedores podem considerar isso chato, mas limpa é uma escolha arriscada, especialmente se você estiver procurando por um trabalho impactante. É uma camisa clássica, mas também moderna.

[[imagem22738]]

Nerea Palacios (foto ao lado) cursou Fashion Design na Escola Superior de Disseny, em Barcelona, e desde então tem seus projetos publicados, usando principalmente o programa de computador Photoshop, e um período de trabalho freelancer em 2013. Não trabalha atualmente para uma empresa.