Chelsea inclui flor na camisa para arrecadar fundos para veteranos de guerras

0
30

Quem assistiu a vitória do Chelsea sobre o Queens Park Rangers na última rodada do Campeonato Inglês provavelmente notou uma pequena novidade no uniforme da equipe londrina. O desenho vermelho no peito da camisa dos jogadores era uma flor de papoula, usada pelo clube como forma de participar do Remembrance Day, o dia da memória aos veteranos de guerra na Inglaterra.

[[galeria]]

A data é celebrada anualmente no país pela Royal British Legion, uma associação que existe desde 1921 para arrecadar fundos e dar assistência social a veteranos de guerra. A entidade foi criada pouco depois da Primeira Guerra Mundial, que em 2014 está completando seu centenário. Mas ao longo do tempo foram beneficiados por ela veteranos de muitos outros combates, inclusive os mais recentes no Oriente Médio.

A flor de papoula é o símbolo da campanha também anual chamada The Poppy Appeal (em tradução livre para o português, "O apelo da papoula" e o Chelsea vai colaborar doando todo o valor arrecadado com o leilão das camisas com a flor, além de ceder metade da renda dos ingressos do jogo do próximo sábado contra o Liverpool.

Leia também: Adidas prepara oferta de 60 mi de euros para tirar Barcelona da Nike

Para completar a ação, o clube vai promover uma arrecadação de doações de seus torcedores antes do jogo no Stamford Bridge com a ajuda de 50 voluntários da British Legion. Após a arrecadação, os voluntários assistirão à partida em uma área privilegiada do estádio.

Capitão do Chelsea, o zagueiro John Terry foi o porta-voz do time para falar sobre a campanha e destacou a importância da colaboração e da homenagem aos veteranos de guerra. "Esse ano marca o centenário da Primeira Guerra Mundial e é importante agora, mais do que nunca, apoias as pessoas cuja bravura e sacrifício permitiram e continuam permitindo que nós vivamos nossas vidas do jeito que fazemos hoje", afirmou.