Por que a Nike lançou terceiras camisas neon ao mesmo tempo?

0
456

[[imagem20175]]O Guia do Boleiro tenta agora imaginar a estratégia da Nike em lançar seis terceiras camisas com cores neon (que lembram as canetinhas usadas no colégio) em um espaço de dois dias. Não está se falando aqui em quaisquer equipes, mas nas principais da marca norte-americana: Barcelona, Manchester City, Juventus, Inter de Milão e Paris Saint-Germain (Galatasaray veio de "lambuja"). Estamos excluindo aqui o Manchester United que já teve negociada sua mudança de fornecimento da Nike para a Adidas, mas também já havia apresentado uma terceira roupa com cor chamativa.

A Nike sempre pensou bastante em estratégias de repercussão e, claro, venda. Sempre foi um padrão da empresa de Oregon lançar as camisas de um clube com períodos de tempo consideráveis, para que a divulgação de cada uma seja marcante e a venda alcance números maiores. Além disso, procurou ao longo desses anos não lançar uniformes de diferentes clubes ao mesmo tempo pelos mesmos motivos.

Quatro desses “timaços” da Nike fazem parte dos 10 clubes que mais venderam camisas nos últimos anos, segundo informações do site The Richiest. Ainda com base na lista desse site, o Barcelona seria, atrás de Real Madrid e Manchester United, o terceiro que mais vendeu com cerca de 1 milhão, cento e cinquenta mil uniformes adquiridos pelos torcedores.

O comércio das camisas de futebol, portanto, é uma forma direta de fazer um belo reforço no caixa, aumentar o relacionamento com o clube e marca e ainda explorar uma divulgação da empresa com uma “propaganda ambulante” no peito do torcedor.

Diante de tudo isso, é claro que a Nike planejou muito bem essa divulgação “atropelada”, seja para um teste, com o intuito de se medir posteriormente os desdobramentos do lançamento e das vendas, e/ou para ganhar uma repercussão grande mundialmente, não só pelo visual chamativo e neon, mas pela apresentação quase instantânea dessas camisas.

“Queríamos usar cores vibrantes para os uniformes parecerem brilhar à noite. Com a baixa iluminação, essas roupas vão ter um visual “elétrico”, como se fossem alimentadas por bateria”, analisou o diretor do departamento de criatividade da Nike, Martin Lotti. [[galeria]]