“Quem está começando tem que se divertir jogando bola”, aconselha Ganso

0
112

[[imagem3470]]O armador são-paulino Paulo Henrique Ganso esteve presente na manhã da última segunda-feira em um evento no clube Paineiras, na capital paulista, e falou com exclusividade com o Guia do Boleiro. Perguntado sobre as dicas que poderia dar para os que se espelham no camisa 8 do São Paulo, Ganso deu conselhos. O Maestro contou também o que uma chuteira tem de ter para servir o seu estilo de jogo.

“Pra quem está começando, que ainda é novinho, tem que se preocupar em se divertir jogando bola, gostar mesmo de jogar futebol”, aconselha o ex-santista.

No entanto, Ganso alerta que o futebol necessita de treino e seriedade para se chegar a um objetivo, que é se profissionalizar no futebol. “Quando ficar mais velho, for crescendo, tem que treinar bastante. Treinar e treinar, porque o que se faz em treino é o que se faz no jogo”, garante o atleta que já vestiu a camisa 10 da Seleção Brasileira.

LEIA TAMBÉM: Diferença entre tipos de bolas dos diversos campeonatos traz dificuldade a goleiros, diz Cássio

As palavras de Ganso foram apropriadas ao evento em que participou, já que se tratava de um projeto da Samsung com o Chelsea da Inglaterra, que busca incentivar crianças a treinarem futebol e a tentar uma carreira de sucesso no esporte.

[[imagem3471]]

Chuteira

Paulo Henrique Ganso ainda falou sobre o seu estilo ideal de chuteira. Com patrocínio da Nike, o meio-campista usa atualmente o modelo CRT360 da empresa americana. Segundo a Nike, esse calçado é indicado para o controle de jogo, ou seja, para atletas como Ganso, que cadenciam o jogo, armam e precisam ter total domínio da bola.

Perguntado sobre o que uma chuteira precisa ter para combinar com seu estilo de jogo, Ganso foi mais simplista do que se esperava. “Pra mim, a chuteira tem que ser confortável, não machucar o pé e deixar jogar sem dores pra eu desenvolver meu futebol”, disse o jogador que teve uma infância simples no Pará, onde nasceu e foi criado até os 15 anos.

Atualmente, em um cenário de tantas chuteiras coloridas com design e estilos exclusivos, Ganso parece alheio a esse tipo de vaidade e se preocupa apenas em jogar bola.

Evento

O Samsung-Chelsea Dream the Blues ocorre pela segunda vez no Brasil e procura incentivar crianças entre 9 e 13 anos a treinarem futebol e terem uma chance de alcançar o sonho de se profissionalizar. Trata-se de uma parceria entre a empresa coreana e o clube inglês vice-campeão do mundo. 

Esse programa já beneficiou mais de 5 mil crianças em quatro continentes desde 2007. Das mais de 400 crianças inscritas na clínica de técnicas de futebol, duas serão escolhidas para conhecer o centro de treinamento do Chelsea em Londres, e quem sabe, se tornar um jogador dos Blues. O resultado oficial será divulgado na próxima terça-feira no site www.promocaochelsea.com.br.