Jogador gay revela desejo em jogar na Copa do Mundo no Qatar

Collin Martin em campo
Jogador gay revela desejo em jogar na Copa do Mundo no Qatar (Imagem: Reprodução / Instagram)
publicidade

A Copa do Mundo do Qatar ainda nem começou e já tem várias polêmicas. Um jogador declaradamente gay afirmou que toparia disputar a competição caso seja convocado pelos Estados Unidos. Isso porque a homossexualidade é considerada crime no país.

O meio-campista Collin Martin, afirmou que tomaria essa decisão para honrar a comunidade. Por conta das acusações sobre violações de direitos humanos na construção dos estádios e a relação com a comunidade LGBTQIA+, o evento virou motivo de preocupação.

publicidade

A princípio, no Qatar o relacionamento com pessoas do mesmo sexo é punível com até sete anos de prisão. Publicamente assumido, o atleta disse em entrevista ao The Sun que essa seria uma forma de se posicionar.

Leia também

publicidade

“Eu definitivamente iria para a Copa do Mundo [do Qatar] se fosse convocado. Obviamente, isso é uma hipótese extrema, mas seria uma honra. Acho que tentaria honrar a comunidade de uma certa maneira e faria isso com respeito”.

O rapaz ressalta a vontade de garantir que todos saibam que um jogador gay está participando da Copa do Mundo.

publicidade

Jogador gay fala sobre as grandes preocupações envolvendo a Copa do Mundo no Qatar

Collin Martin
Jogador gay revela desejo em jogar na Copa do Mundo no Qatar (Imagem: Reprodução / Instagram)

Aproveitando o espaço, Collin Martin afirmou que as condições de direitos e liberdades no país são preocupantes. O atleta americano afirma que não é apenas a comunidade LGBTQIA+ que está se preocupando com o evento. Logo depois, ele ponderou que houve uma centena de outros problemas.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

“Como: ‘Serei autorizado a jogar neste país se estivesse na Copa do Mundo?’; “‘Eu seria aceito?’; ‘Que tipo de abuso eu receberia dos torcedores nos estádios?’. Acho que definitivamente há algum trabalho a ser feito e há preocupação, mas se as pessoas não podem ir aos estádios e sentem que não podem ir com seus parceiros, isso é um problema”.

Posteriormente, o jogador do San Diego Loyal declarou que o foco deveria ser apoiar seu país, se divertir e desfrutar de um bom jogo de futebol.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Henrique Carlos
Henrique CarlosApaixonado por televisão e cinema, desde 2009 trabalha com internet. Já passou por grandes veículos de comunicação e teve experiência no rádio. Atualmente estuda para continuar crescendo na área e pode ser acompanhado através do perfil @henriquethe2 no Twitter.
Veja mais ›
Fechar