Palmeiras: Gabriel Verón foi barato? Leila Pereira, presidente do Verdão, revela motivo do preço e da venda do atacante

Palmeiras: Gabriel Verón foi barato? Leila Pereira, presidente do Verdão, revela motivo do preço e da venda do atacante.
Palmeiras: Gabriel Verón foi barato? Leila Pereira, presidente do Verdão, revela motivo do preço e da venda do atacante. (Foto: Reprodução)
publicidade

Na tarde desta terça-feira, 26 de julho, a presidente do Palmeiras, Leila Pereira, falou sobre a venda de Gabriel Verón para o Porto, clube de Portugal. 

O jovem atacante de 19 anos foi negociado com o clube português nesta janela de transferências. 

publicidade

Apesar da venda ter rendido um bom dinheiro para os cofres do Palmeiras, a diretoria alviverde ficou na bronca com a torcida, que não entendeu o valor aceito pelo clube.

Leia também

publicidade

Parte da torcida do Palmeiras ficou insatisfeita com o valor em que Gabriel Verón foi vendido. O atacante era uma das grandes revelações do Palmeiras recentemente, e agora viaja rumo a Portugal para defender o Porto,

Leila Pereira fala sobre venda de Gabriel Verón para o Porto

Palmeiras: Gabriel Verón foi barato? Leila Pereira, presidente do Verdão, revela motivo do preço e da venda do atacante.
Palmeiras: Gabriel Verón foi barato? Leila Pereira, presidente do Verdão, revela motivo do preço e da venda do atacante. (Foto: Cesar Greco)
publicidade

Após participar de uma reunião na sede da CBF, no Rio de Janeiro, a presidente do Palmeiras falou sobre a negociação que resultou na venda de Gabriel Verón para o Porto.

O atacante deixou o Palmeiras rumo a portugal nesta janela de transferências. Para assinar com Verón, o Porto desembolsou 10,250 milhões de euros, cerca de R$ 56,6 milhões. 

publicidade

Na operação, o Palmeiras faturou 8,250 milhões, cerca de R$ 45,8 milhões, que representam 80% da venda. Mesmo assim, a torcida alviverde considerou o valor adquirido com a venda de Gabriel Verón baixo, gerando críticas à diretoria.

Devido às críticas recebidas, a presidente do Palmeiras afirmou que a venda foi o melhor caminho para o clube e para o jogador. 

publicidade

“Se ele pudesse ter sido vendido por mais, pode ter certeza absoluta que seria vendido. Jamais prejudicaria um ativo do Palmeiras. O Verón foi vendido pelo valor dele hoje. 

Que o futebol é hoje. O que foi há dois anos e meio, meu caro, eu já tive 20 anos, não tenho mais. O que interessa é hoje, ganhou o campeonato hoje, vendo hoje. 

Se no passado ele valia mais, ele não estava à venda. O valor dele é esse. Daqui um ou dois anos, pode ser outro. A gente tem que avaliar o mercado atual”, declarou Leila Pereira.

Atacante foi vendido contra vontade do técnico Abel Ferreira

A venda de Gabriel Verón não agradou o técnico do Palmeiras, que ficou insatisfeito com a saída do jogador. Dias atrás, Abel Ferreira tinha dado um voto de confiança a Verón, que foi flagrado bebendo em uma balada de São Paulo. 

publicidade

Após o episódio, o atacante do Verdão foi multado em 40% do seu salário. Apesar do ocorrido, Abel Ferreira ainda contava com o jogador. 

Além de ter sido contra a venda do jogador, Abel Ferreira também não concordou com o valor aceito pelo Palmeiras. Por conhecer o mercado português, o técnico reconhece que o Porto poderia ter pago um valor maior. 

publicidade

O atacante se despediu do Palmeiras após ter disputado 97 jogos pelo profissional, marcando 14 gols e conquistando seis títulos. Entre os títulos conquistados por Verón, estão entre eles as duas Libertadores (2020 e 2021). 

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Além da Libertadores, Verón também conquistou uma Copa do Brasil, dois Campeonato Paulista (2020 e 2022) e uma Recopa Sul-Americana.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

 

Whylmys FilhoAspirante a jogador, palpiteiro profissional, comentárista de esquina e especialista em futebol brasileiro e europeu no Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar