As 3 maiores zebras da Copa do Mundo – parte 1

publicidade

Vamos relembrar algumas zebras da Copa do Mundo, Seleções de menor expressão que conseguiram ter boas campanhas

Com as Olimpíadas a todo o vapor muitas seleções de menor expressão no Futebol acabam se destacando. O parâmetro para saber quais seleções são ou não são reconhecidas é a Copa do Mundo. Esse torneio é o maior parâmetro para conseguirmos entender o futebol mundial em determinado momento, e saber quais podem ser as Zebras ou não. É claro que aliado a outros continentais como Eurocopa e Copa América.

publicidade
As 3 maiores zebras da Copa do Mundo - parte 1
As 3 maiores zebras da Copa do Mundo – parte 1

Para termos um exemplo: a Holanda antes de 1974 era uma seleção inexpressiva, mas após a Copa do Mundo daquele ano ela ganhou uma enorme projeção, embora antes da Copa ela já fosse bastante reconhecida ao menos em território Europeu. Outra grande zebra podemos colocar como a Dinamarca em 1986, que conseguiu uma campanha com vitória sob seleções com Uruguai e a campeã daquela edição Alemanha Oriental.

publicidade

Por isso hoje vamos conhecer algumas zebras da Copa do Mundo. Mas vale ressaltar que nossa lista irá apenas contar com resultados após a Copa do Mundo de 1954, quando temos o formato mais semelhante ao que conhecemos hoje. E também neste texto vamos apenas abordar algumas seleções que chegaram as semifinais

Leia mais: As seleções sensações das Olimpíadas de Tóquio

publicidade

3 maiores zebras em Copas do Mundo

Áustria – 1954

Em 1954 as seleções eram divididas em quatro grupos onde os cabeças de chave não se enfrentavam. No grupo 3  Áustria e Uruguai eram os cabeças de chave no grupo que ainda contava com Escócia e Tchecoslováquia. Não foi nenhuma surpresa ter Uruguai e Áustria avançando para a próxima fase. A seleção austríaca venceu a Escócia por 1 a 0 e a vice campeã de 1934 Tchecoslováquia por 5 a 0.

Nas quartas de final venceu a dona da casa Suíça por 7 a 5 e nas semifinais perdeu para campeã Alemanha por 6 a 1. Na disputa pelo terceiro lugar venceu os atuais campeões do mundo Uruguai por 3 a 1.

publicidade

Portugal – 1966

Portugal até então nunca havia se classificado para uma Copa do Mundo, e em 1966 vinha com uma grande geração que contava com Eusébio como seu principal jogador. Mesmo assim a seleção Portuguesa surpreendeu ao vencer a Hungria por 3 a 1, Bulgária por 3 a 0, e eliminar o Brasil vencendo por 3 a 1.

Nas quartas de final Portugal eliminou a Coreia do Norte por 5 a 3, mas parou nos donos da casa a Inglaterra que os venceram por 2 a 1. Na disputa pelo terceiro lugar venceram os campeões olímpicos de 1956 e Europeus de 1960 a União Soviética por 2 a 1, se consagrando terceiro colocado.

publicidade

Bulgária – 1994

A seleção da Bulgária foi com certeza a maior surpresa da Copa do Mundo de 1994, com certeza sendo a maior zebra da Copa do Mundo naquela edição. Apesar de presença constante nas copas do Mundo, a Bulgária nunca foi muito longe. A campanha na Copa de 1994 foi a seguinte, perdeu no seu primeiro jogo para a Nigéria, mas venceu a Grécia e Argentina.

publicidade

Nas oitavas de final venceu o México nos pênaltis por 3 a 1, após empate por 1 a 1 no tempo normal; nas quartas venceu a campeã mundial Alemanha por 2 a 1, mas perdeu nas semifinais para a Itália por 2 a 1.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Na disputa de terceiro lugar perdeu de 4 a 0 para a Suécia. Sendo o quarto lugar seu melhor resultado até hoje.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

João Gabriel
João GabrielFormado em Letras: Português e Inglês, é um amante do futebol de todos os cantos do globo e vem se dedicando a expor sua paixão pelo futebol como redator especialista do Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar