jogadores brasileiros que “foram” para a Copa do Mundo somente no álbum de figurinhas

Seleção Brasileira no álbum da Copa do Mundo da Rússia
Seleção Brasileira no álbum da Copa do Mundo da Rússia - Foto: Félix Zucco/Agência RBS
publicidade

Em ano de Copa do Mundo e restando 151 dias para o início da competição mais aguardada de 2022, o Guia do Boleiro decidiu desenvolver um artigo especial sobre o álbum da Copa do Catar. Portanto, saiba quais foram os jogadores que representaram o Brasil no torneio da FIFA somente nas figurinhas.

A criação dos álbuns, feitos pela Panini, iniciou em 1970, quando comercializou pela primeira vez no torneio mundial que aconteceu no México. Dessa forma, foram 13 edições de Copa, destas, 292 atletas representaram o Brasil de forma oficial. Entretanto, em algumas ocasiões, 36 jogadores estavam inclusos no álbum de figurinhas, mas não foram convocados.

publicidade

O fato acontece, pois a impressão dos itens são desenvolvidos meses antes da convocação final, assim, a empresa seleciona os prováveis e, em alguns casos, os técnicos surpreendem com novos nomes.

Conheça os brasileiros que foram para a Copa do Mundo somente no álbum de figurinhas

Brasil no álbum da Copa do Mundo de 1970
Brasil no álbum da Copa do Mundo de 1970 – Foto: Piero Cruciatti/AFP
publicidade

Na última Copa do Mundo, em 2018, dois atletas não disputaram a competição, porém, estavam na “seleção da Panini”, estes que foram o lateral-direito Daniel Alves e o meia Giuliano.

1970: Na primeira edição que marcou a comercialização dos álbuns da Copa do Mundo, o único atleta que não estava convocado, mas foi somente nas figurinhas, foi meia Dirceu Lopes. Na ocasião, Zagallo não contou com o ex-jogador do Cruzeiro por opção técnica.

publicidade

1974: Em sequência, 5 atletas sofreram da mesma forma. Estes que foram o goleiro Félix; o lateral-direito “capita” Carlos Alberto Torres; os volantes Clodoaldo e Carbone; e o atacante Palhinha. No caso de Félix, Carlos Alberto Torres e Clodoaldo, os três jogadores não foram devido contusões, já Carbone e Palhinha não receberam a chance de ir à Alemanha Ocidental por conta do excesso de meio-campistas.

1978: Na Copa seguinte, que foi realizada na Argentina, outros quatro também foram cortados em cima da hora. Tratam-se do lateral-direito Zé Maria, do zagueiro Luis Pereira, do meia Paulo César e do goleiro Raul. O lateral ficou fora por conta de uma lesão poucos dias antes da estreia; o defensor não foi relacionado, pois na ocasião a Confederação Brasileira de Desportos (antiga CBD) evitava convocar jogadores que atuavam no exterior, Luis Pereira jogava no Atlético de Madrid-ESP. Por fim, Caju não foi lembrado, pois era “jogador-problema” e o goleiro Raul ficou de fora por opção técnica.

publicidade

1982: Na Copa do Mundo da Espanha, o único a ficar de fora da Copa e ser convocado no álbum foi o ponta Zé Sérgio. No período, o atacante estava lesionado, portanto, foi cortado.

1986: Sendo uma das principais Copas, a edição do México consagrou o Brasil. Porém, cinco jogadores não tiveram a oportunidade de ter o gosto de serem reverenciados com a seleção. Estes que foram o lateral Leandro, o zagueiro Mozer, o meia-campista Toninho Cerezo e os atacantes Renato Gaúcho e Éder. Por conta de lesão, ficaram fora Mozer e Cerezo. Por outro lado, Leandro se recusou por estar infeliz com Telê Santana e, por mal comportamento, o treinador cortou Renato Gaúcho e Éder.

publicidade

1990: Excepcionalmente em 1990, nenhum jogador que estava no álbum de figurinhas foi cortado.

1994: Já na Copa dos Estados Unidos, o técnico Parreira não convocou três jogadores. Dentre esses, Ricardo Gomes foi cortado por lesão; já Palhinha e Evair não receberam a oportunidade por quesito técnico.

publicidade

1998: Por outro lado, na França, Zé Maria, Flávio Conceição, Mauro Silva e Romário não foram inclusos no elenco final. O lateral-direito Zé Maria, o meia Conceição e Romário não estiveram no plantel por lesão, porém, Mauro Silva foi por opção de Zagallo.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

2002: No ano em que decretou o Penta para o Brasil, Felipão não levou quatro jogadores, sendo Antônio Carlos Zago, Zé Roberto, Mauro Silva e Emerson. Por opção técnica, o treinador cortou todos, exceto Emerson, este, não teve a chance, pois, se machucou em um treino com a seleção.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

2006: Na edição que foi realizada na Alemanha, os brasileiros Roque Júnior, Júlio Baptista e Renato foram cortados de última hora. O volante Júlio Baptista e o meia-campista Renato ficaram de fora por quesito técnico, já o zagueiro, estava contundido no ano da Copa.

2010: Neste ano, Dunga deixou três jogadores de fora do elenco. Dessa forma, André Santos, Ronaldinho Gaúcho e Adriano “Imperador” não foram convocados por opção do treinador.

2014: Deixando apenas um jogador de fora, Felipão não contou com Robinho na edição que foi realizada no Brasil. Portanto, somente o camisa 7 foi para a “Copa da Panini”.

2018: E, como citamos no início do artigo, Daniel Alves e Giuliano foram cortados do elenco na edição da Rússia.

Agora, para 2022, basta esperar e observar se algum jogador, que poderá ser cortado por Tite, estará no álbum de figurinhas da Copa do Mundo. Vale lembrar que a comercialização dos produtos inicia no dia 15 de agosto.
Veja mais ›
Fechar