Turco fora do Atlético-MG? Após empate com Cuiabá, torcida pressiona por saída do treinador

Turco não é mais treinador do Atlético-MG. (Foto: Reprodução)
Turco não é mais treinador do Atlético-MG. (Foto: Reprodução)
publicidade

Na noite desta quinta-feira (21), o Atlético-MG de Turco Mohamed encarou o Cuiabá, na Arena Pantanal, e deixou escapar novamente mais dois pontos importantes na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

O jogo da equipe foi apático durante os 90 minutos. Sem Hulk e Nacho Fernandez, ambos poupados pelo desgaste físico das últimas partidas, a equipe mostrou novamente um futebol abaixo do esperado.

publicidade

O baixo desempenho dentro de campo de um elenco tão qualificado vem tirando a paciência do torcedor atleticano que, após mais um tropeço, pede novamente pela saída do treinador argentino do comando.

Leia também

publicidade

Turco demitido do Atlético-MG? Outro tropeço no Brasileirão escancara a má fase do Galo

Após empate com o Cuiabá, Turco é pressionado pela torcida do Atlético-MG. (Foto: Pedro Souza)
Após empate com o Cuiabá, Turco é pressionado pela torcida do Atlético-MG. (Foto: Pedro Souza)

Ao final da partida e após mais um tropeço, a entrevista de Turco Mohamed foi um reflexo do Atlético-MG dentro de campo: apático e com a motivação lá embaixo. Dentro de campo, a equipe pouco produziu ao longo dos 90 minutos.

publicidade

Com um elenco muito mais qualificado tecnicamente que o rival, a bola ficou, de fato, mais tempo nos pés do Galo. Mesmo com a posse, a equipe não conseguia criar chances claras de gol.

A única criação efetiva veio nos acréscimos do segundo tempo, quando Arana cruzou rasteiro para Alan Kardec abrir o placar: 1 a 0. Naquela altura, parecia que o Galo ia sair de Cuiabá com uma vitória “na sorte”.

publicidade

Mesmo restando poucos segundos para o final da partida, o time conseguiu vacilar na defesa e sofrer o empate do Dourado. Pirani, emprestado pelo Santos, aproveitou a oportunidade e fechou o placar em 1 a 1 no último lance. Noite com gols de estreantes.

“Fizemos um gol na única situação de gol que tivemos e não fomos capazes de defender essa situação. Momento difícil de todos, estamos tristes, uma atuação muito ruim da equipe, me junto a torcida porque a equipe não jogou como tem que jogar, estamos mal”, disse Turco.

publicidade

Treinador do Galo admite culpa por momento ruim da equipe

Na sequência, o argentino assumiu a culpa e disse que o momento ruim vivido pelo elenco passa pela sua gestão dentro do clube.

“Não foi justo. Não tivemos méritos para ganhar a partida. Fizemos um jogo muito ruim, minha responsabilidade que a equipe tenha esse nível. Muito nível baixo dos atletas. Estamos em momento ruim nesse sentido também”‘, finalizou o treinador do Atlético-MG.

publicidade

A fase não é boa, e a sequência do Atlético-MG é complicada. Neste próximo domingo (24), recebe o Corinthians no Mineirão. Na sequência, joga em Porto Alegre contra o Internacional e, depois, começa o duelo das quartas de final da Libertadores contra o Palmeiras.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Lucas Gervazio23 anos, jornalista durante a maior parte do tempo. Apaixonado por futebol, agora atuando no Guia do Boleiro como o camisa 9 na pelada.
Veja mais ›
Fechar