Série documental mostra a trajetória de Adriano Imperador e revela trauma do passado

Adriano Imperador
Série documental mostra a trajetória de Adriano Imperador e revela trauma do passado (Imagem: Reprodução / YouTube)
publicidade

Nesta quinta-feira (21), a Paramount+ lançou a série documental Adriano Imperador, mostrando a trajetória do jogador. Dirigida por Susanna Lira, a produção passa pela infância do craque que se tornou um dos maiores nomes do futebol brasileiro.

Um dos momentos que mais chamam a atenção durante os episódios, é quando a produção mostra um dos grandes traumas do ex-atleta. Criado na Vila Cruzeiro, favela no Rio de Janeiro, o rapaz viu o pai levar um tiro e morrer durante uma festa na comunidade.

publicidade

Rosilda Ribeiro, mãe do Imperador, lembra que estava junto com Almir Ribeiro, seu marido. Nas imagens, ela conta que eles estavam em uma festa de pagode, quando uma briga começou. Posteriormente, a moça lembra que um policial chegou e começou a atirar no cara.

Leia também

publicidade

“Só deu tempo de eu correr e meu marido também”, declarou. Enquanto isso, Adriano contou que correu para o local após ouvir os tiros e já encontrou seu pai no chão. Almir acreditava que havia levado um soco, mas os médicos descobriram que ele estava com uma bala na cabeça.

Pai de Adriano Imperador ficou internado durante um tempo antes de morrer

Adriano Imperador
Série documental mostra a trajetória de Adriano Imperador e revela trauma do passado (Imagem: Reprodução / YouTube)
publicidade

Enquanto o pai estava internado, o jogador e seus parentes precisaram de muita ajuda para as despesas. Após essa situação, o Almir sobreviveu, mas as sequelas ficaram e com elas vieram crises epiléticas. A morte acabou acontecendo em 2004, quando Ribeiro foi vítima de um ataque cardíaco.

“Reviver aquilo tudo outra vez foi muito importante. Porque eu já soltei pipa, joguei bola de gude, peão. Também poder relembrar do meu pai, poder ver ele de novo, parecia que ele ainda estava vivo”.

publicidade

Susanna Lira tentou humanizar Adriano Imperador através de seu lado emocional. Ponta do futebol, alguns atletas acabam não costumando a mostrar suas emoções.  “O Adriano é uma pessoa que a imprensa, de forma geral, gosta de falar. E, normalmente, são questões mais superficiais a respeito da vida dele”, afirmou.

“As pessoas julgam muito as outras, e eu acho que as pessoas precisam ser compreendidas. Eu acho que o objetivo dessa série, para mim, foi tentar traduzir o Adriano para uma compreensão maior”.

publicidade

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Henrique Carlos
Henrique CarlosApaixonado por televisão e cinema, desde 2009 trabalha com internet. Já passou por grandes veículos de comunicação e teve experiência no rádio. Atualmente estuda para continuar crescendo na área e pode ser acompanhado através do perfil @henriquethe2 no Twitter.
Veja mais ›
Fechar