Crônicas Vespertinas: O Fim do gol de fora da área

Crônicas Vespertinas: O Fim do gol de fora da área
Crônicas Vespertinas: O Fim do gol de fora da área (Divulgação/Trivela)
publicidade

O Gol de fora da área é unanimidade dentre os gols mais bonitos de todos os tempos.

Talvez se pensarmos em um gol bonito, de cara não vamos pensar em um gol de fora da área, mas se pensarmos mais um pouco vamos nos lembrar de Zico, Roberto Carlos, Ronaldinho Gaúcho e para os mais clássicos, embora não fosse sua especialidade até mesmo o Rei Pelé.

publicidade

Todos esses jogadores tem em comum, sua classe, habilidade e simplicidade quando a coisa aperta (com exceção talvez de Ronaldinho Gaúcho). Essa simplicidade pode vir de várias maneiras, um chutão pra frente quando a zaga está apertada; Uma falta com o intuito de matar um contra-ataque; Ou um chute de fora da área para surpreender o goleiro.

É difícil se pensar em um gol mais bonito de todos os tempos, sem pensar em pelo menos um gol de fora da área. O Chute de longa distância por muitas vezes já salvou, já deu títulos e foi muito eficaz para furar retrancas. Desta forma é até triste pensar que ele possa estar perto de “morrer”.

publicidade

Claro que essa morte seria uma morte simbólica, pois onde tem um time apertado, haverá um jogador desesperado, tentando acertar, não onde a coruja dorme, mas sim qualquer parte interna da rede.

O Futebol Moderno X O Gol de Fora da Área

Um dos gols de falta mais emblemáticos da história marcado por Roberto Carlos
Um dos gols de falta mais emblemáticos da história marcado por Roberto Carlos (Divulgação/Trivela)
publicidade

Mas quando falamos do futebol moderno, inteligente e pra frente, o gol de fora da área pode ter seus dias contados. Isso se trata de uma questão de observação, tanto nos campeonatos europeus quanto no campeonato brasileiro.

Um time ganhando ou perdendo, vai girar a bola por todos os lados do campo monotonamente, até conseguir penetrar a área e das duas uma, ou o chute vai para fora, ou o time entra com bola e tudo (Não literalmente).

publicidade

Mas de fato a valorização da posse de bola pode ter influenciado muito nisso. Porque ao chutar para o gol, lógica diz que o chute vai para fora, afinal são em média 5 finalizações para um gol (média do campeonato brasileiro). E isso automaticamente devolveria a posse de bola para o adversário.

O que pode ser como uma das razões para este recurso ter sido abolido. O Futebol atual tem como objetivo o gol, a bola dentro da rede para isso, as finalizações são mais objetivas. A posse de bola é mais trabalhada, tendo muitas vezes o goleiro mais adiantado e trabalhando mais a bola com a defesa.

publicidade

Leia também: Torino X Juventus: Derby morno com gol nos minutos finais

Entretanto, algumas coisas estão mudando, como as cobranças de escanteios não são mais simples chuveirinhos na área; As faltas como um todo são cobranças ensaiadas; E os chutes de fora da área pouco a pouco vão caindo em desuso.

Isso de certa forma pode ser uma evolução natural do futebol. Antes o drible era muito mais comum, haviam mais faltas, as bolas em sua maioria eram rifadas da defesa. Hoje em dia tudo isso é considerado ultrapassado e obsoleto, o que só mostra o quanto o futebol é um esporte vivo e se renova.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Mas mesmo assim, na partida entre Torino X Juventus no último sábado (02) válida pelo campeonato italiano. Após um jogo muito disputado com um zero a zero quase que garantido. Até que Lucatelli da entrada da área marcou o gol da partida. Assim, mostrando que no desespero a melhor arma é o elemento surpresa, e o gol de fora da área nos dias atuais é o melhor elemento surpresa.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

João Gabriel
João GabrielFormado em Letras: Português e Inglês, é um amante do futebol de todos os cantos do globo e vem se dedicando a expor sua paixão pelo futebol como redator especialista do Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar