Buffon surpreende ao revelar desejo de disputar a Copa do Mundo de 2022

Italy's goalkeeper Gianluigi Buffon reacts during the International friendly football match between Argentina and Italy at the Etihad stadium in Manchester, north west England on March 23, 2018. / AFP PHOTO / Oli SCARFF (Photo credit should read OLI SCARFF/AFP/Getty Images)
publicidade

Considerado por muitos um dos maiores goleiros da história do futebol mundial, Gianluigi Buffon surpreendeu os torcedores ao assinar com o Parma aos 43 anos de idade, e mais, o renomado goleiro ainda disse que está de olho na Copa do Mundo de 2022.

O goleiro contou em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, Buffon afirmou que deseja disputar o mundial de 2022 pela seleção italiana. Buffon foi campeão da Copa de Mundo com a Itália em 2006

publicidade

Aos 43 anos, certamente não serei eu a me candidatar, mas a Copa do Mundo me serve para continuar jogando e sonhando, para levar o Parma de volta à Série A. Tenho quase certeza de que o Mancini não vai me chamar, e com razão, porque tem seu grupo e seus meninos”, disse Gianluigi. 

Buffon também falou sobre o atual goleiro da seleção italiana, Donnarumma, que foi um dos principais responsáveis pelo título da Eurocopa, conquistado nos pênaltis contra a Inglaterra. Segundo Buffon, mesmo com uma carreira repleta de títulos, ainda sim é possível aprender com o jovem goleiro da seleção. 

publicidade

“Donnarumma fez uma grande Eurocopa: não só pelas defesas, mas principalmente por administrar as situações difíceis. Se no princípio podia ser considerado uma surpresa, por fim consolidou sua posição: hoje é uma referência mundial. Não me importo com as comparações, só me interessa que ele seja bom, quero apreciá-lo, porque ainda pode me ensinar algo. Tenho estudado coisas dele para melhorar nos últimos anos. Estou muito sereno que as habilidades dos outros não serão problema para mim”, finalizou Buffon. 

Buffon disse que conversou muito com os ex-companheiros durante a Eurocopa. Segundo ele, a experiência de jogadores como Bonucci e Chiellini, com quem já jogou, fizeram a diferença na conquista da competição. 

publicidade

“Durante a Eurocopa, conversei com Bonucci sobre os pênaltis. Ele me perguntou como cobrar, dei alguns conselhos. Sempre fiz o que ele queria. Bonucci e Chiellini confirmam que os melhores jogadores devem sempre jogar pela seleção, sejam jovens ou velhos. Mancini podia se esconder atrás do álibi da equipe jovem, mas disse desde o início que queria vencer. Mandou jovens para o campo sustentados por quatro ou cinco experientes, dentro e fora do campo. Pelo que mostraram na Euro, Chiellini e Bonucci podem jogar tranquilamente até a minha idade”, completou o goleiro. 

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Whylmys FilhoAspirante a jogador, palpiteiro profissional, comentárista de esquina e especialista em futebol brasileiro e europeu no Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar