Neymar é encurralado por fãs após comentário polêmico na web: “Ainda segue o Robinho”

Robinho, Neymar e sua avó
Neymar é encurralado por fãs após comentário polêmico na web: "Ainda segue o Robinho" (Imagem: Reprodução / Instagram)
publicidade

Nos últimos dias, o caso do anestesista que estuprou uma paciente em trabalho de parto está dando o que falar nas redes sociais. Por conta disso, vários famosos falaram sobre o assunto. Neymar fez um comentário que não agradou muitas pessoas.

O jogador compartilhou uma crítica em que um internauta reclama de uma situação chocante. O criminoso segue ganhando milhares de seguidores nas redes sociais. Porém, alguns fãs detonaram a atitude ídolo por ele ainda seguir Robinho, que também é acusado de violência sexual.

publicidade

Neymar tá indignado com o anestesista mas e essa foto aqui? Ele ainda segue o Robinho”.

Leia também

A princípio, o ex-jogador do Santos foi condenado a nove anos de prisão na Itália. O crime aconteceu em Milão, na boate Sio Cafe, durante a madrugada do dia 22 de janeiro de 2013. A vítima na época estava comemorando seu aniversário de 23 anos.

publicidade

Ricardo Falco, amigo de Robinho e outros quatro brasileiros foram denunciados por participação no ato. Fora da Itália durante as investigações, eles não foram avisados da conclusão.

Robinho foi condenado em última instância pela Justiça

Robinho, Neymar e sua avó
Neymar é encurralado por fãs após comentário polêmico na web: “Ainda segue o Robinho” (Imagem: Reprodução / Instagram)
publicidade

Condenado em última instância pela Justiça italiana, Robinho tem um mandado de prisão internacional. Por conta disso, ele segue morando no Brasil, livre e isolado desde a confirmação em janeiro de 2022.

Em suma, por não poder ser extraditado, o brasileiro segue em sua casa. A mansão fica num condomínio luxuoso no Jardim Acapulco, no Guarujá, em São Paulo. O mandado de prisão impede que ele saia do país.

publicidade

Quando foi interrogado em 2014, Robinho admitiu que teve relação sexual com a vítima, mas negou que tenha cometido violência sexual. Durante os seis anos de julgamento, ele não apareceu em nenhuma das audiências. A sentença de primeiro grau foi proferida em 23 de novembro de 2017.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Por outro lado, o caso voltou a ganhar uma enorme repercussão em 2020, quando o GE publicou troca de mensagens interceptadas pela polícia.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Henrique Carlos
Henrique CarlosApaixonado por televisão e cinema, desde 2009 trabalha com internet. Já passou por grandes veículos de comunicação e teve experiência no rádio. Atualmente estuda para continuar crescendo na área e pode ser acompanhado através do perfil @henriquethe2 no Twitter.
Veja mais ›
Fechar