Palmeiras vence o Flamengo e conquista a Libertadores da América

(Reprodução/Twitter)
publicidade

Em um jogo onde foi preciso nervos de aço o Palmeiras vence o Flamengo e conquista a Libertadores da América.

Palmeiras X Flamengo fizeram a decisão da Libertadores em Montevidéu em um jogo onde a tática foi muito superior ao talento. O Verdão foi campeão com méritos sob um Flamengo que já não é mais como antes.

publicidade

Palmeiras vence o Flamengo na tática e na raça

No primeiro tempo o Palmeiras soube ser superior ao Flamengo, marcando o primeiro gol logo aos 5 minutos, o Verdão sabia o que tinha que fazer. E fazia o que era preciso em campo.

O Porco se defendia e jogava aproveitando os espaços que tinha, e o Rubro Negro Carioca ofereceu durante a primeira etapa.

publicidade

O Flamengo quando atacava, dependia muito das jogadas individuais era nítido que o time Rubro Negro não tinha muita organização tática. Além de deixar muitos espaços por onde o Palmeiras criava suas jogadas.

Outro problema que se era visível no time do Flamengo era a falta de condições físicas dos jogadores. Bruno Henrique e Arrascaeta fizeram um jogo não sacrifício, mas esse era um jogo a plenos pulmões, que esses jogadores que tiveram um histórico de lesões durante o ano, não conseguiam acompanhar muito bem.

publicidade

Leia Mais: Fim da novela! Jornalista crava futuro de Paulinho em gigante brasileiro

No segundo tempo quando o Palmeiras já poderia ter sentado no resultado por conta de sua disciplina tática. O Flamengo jogou como sabia jogar para frente, o time foi ao ataque incomodou a defesa palmeirense.

Mas aos 27 minutos do segundo tempo Gabigol marca um gol improvável, o chute entre a trave e o goleiro, o gol que condenou o Barbosa. Mas aqui estava longe de ser o fim do Palmeiras.

publicidade

Neste momento, estava dada a largada Palmeiras com sua disciplina tática e organização, ou Flamengo buscando um novo milagre como em 2019, através da individualidade.

Assim passou o tempo com os dois times criando cada um suas oportunidades, mas nenhum dos goleiros teve muito trabalho, embora Weverton tenha sujado mais o uniforme do que Diego Alves.

publicidade

Como a lógica previa jogo seguiu para a prorrogação, inimiga dos cardíacos e aliada dos nervos de aço.

Talvez por isso o Palmeiras tenha levado a melhor, em um lance infeliz de Andreas Pereira onde o volante chutou o chão, e Deyverson que estava atento e no lance, tratou de fazer deste erro o gol da vitória aos 5 minutos do primeiro tempo da prorrogação.

publicidade

O Flamengo estava nervoso, o time buscava o empate através das bolas paradas, jogadas individuais ou qualquer coisa que seja. Mas era impossível furar a barreira palmeirense, e driblar o nervosismo que afligia a equipe.

O ápice deste nervosismo talvez seja os últimos escanteios com todo time inclusive Diego Alves subindo para tentar alguma coisa, mas sem sucesso.

publicidade

Assim, o Palmeiras vence o Flamengo e leva a Libertadores da América, em um jogo que mostra que vencer é também saber se defender.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

João Gabriel
João GabrielFormado em Letras: Português e Inglês, é um amante do futebol de todos os cantos do globo e vem se dedicando a expor sua paixão pelo futebol como redator especialista do Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar