Justiça anula eleição de Rogério Caboclo na CBF, e nomeia Landim e presidente da FPF interventores

publicidade

Nesta segunda-feira (26), a Justiça do Rio de Janeiro decidiu pela nulidade da Assembleia Geral da CBF que mudou a forma de votação para presidência da entidade máxima do  futebol brasileiro. Desta forma, a eleição de Rogério Caboclo para presidente, em abril de 2018, foi anulada. A Confederação Brasileira de Futebol já recorreu. 

De acordo com sentença do juiz Mario Cunha Olinto Filho, da 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Rodolfo Landim, atual presidente do Flamengo, e Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol, foram nomeados para comandar a CBF interinamente. O presidente do Flamengo e da FPF ainda precisam aceitar a nomeação. Em nota conjunta, os dirigentes falaram que irão analisar o caso. 

publicidade

– Os presidentes da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, e do Clube de Regatas do Flamengo, Rodolfo Landim, informam que analisarão em conjunto com federações, clubes e advogados a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que os nomeiam interventores da Confederação Brasileira de Futebol. Tão logo tomem uma decisão, os presidentes da FPF e do Flamengo se manifestarão publicamente – diz o comunicado.

 Após a decisão desta segunda, Antonio Carlos Nunes, que comanda interinamente a CBF desde o afastamento de Rogério Caboclo, continua à frente da entidade. Na teoria, Antonio Carlos Nunes deve trabalhar com Landim e Bastos. 

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Whylmys FilhoAspirante a jogador, palpiteiro profissional, comentárista de esquina e especialista em futebol brasileiro e europeu no Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar