Flamengo: As aquisições futuras pelo mundo

As aquisições futuras do Flamengo pelo mundo
As aquisições futuras do Flamengo pelo mundo (Reprodução)
publicidade

Atualmente a compra do Tondela de Portugal pelo Flamengo vem dando o que falar, mas o Rubro Negro não pretende parar por aí.

O projeto da compra do Tondela de Portugal, tem sido visto como um dos projetos mais ambiciosos do Flamengo nos últimos tempos. Muitos frisam que desde 2018, a diretoria do Rubro Negro já se planejava para efetuar a compra de um clube na Europa, mas em 2021 o projeto começou a tomar forma.

publicidade

Embora o projeto ainda seja visto como em desenvolvimento, o Rubro Negro Carioca já tem estabelecida as metas para o clube no cenário Europeu nos próximos dez anos. E em entrevista para o “GE”, Rodrigo Tostes afirmou que o objetivo seria colocar o Tondela entre as seis melhores equipes do Campeonato Português.

Segundo tostes esse é o período de maturação do projeto que se der certo abrirá caminho para novas compras como explicou o vice de finanças do Flamengo:

publicidade

“Esse é só o primeiro passo. Essa estratégia não vai funcionar se for um clube só fora do Brasil. Todos (possíveis investidores) com quem estamos conversando colocam isso, a gente coloca isso. A gente quer ter um clube na Alemanha, um na Espanha, um na França, na África, na China, nos Estados Unidos, ou seja, não é um projeto de um clube só. (O tempo para início da segunda fase) Depende do sucesso do primeiro “case”. A gente precisa de pelo menos três anos para maturar esse projeto, levar o clube para as primeiras posições do Campeonato Português, essa é a ideia. Depois disso a gente pensa na fase dois”, explicou Tostes ao GE.

Tostes revela que apesar do prazo apertado pretende fechar compra do Tondela ainda este ano
Tostes revela que apesar do prazo apertado pretende fechar compra do Tondela ainda este ano (Divulgação/GE)
publicidade

Leia Mais: As metas do Flamengo com o Tondela

Rodrigo Tostes ainda revelou que o projeto da compra do Tondela seria para este ano, mas o prazo segundo o vice de finanças está “apertado”.

“A gente queria ainda este ano. Está apertado. Bem apertado, por uma série de fatores. A gente ainda trabalha com o prazo deste ano. Mas está bem apertado, não é fácil. Estamos trabalhando pesado”, concluiu Tostes.

publicidade

Veja a entrevista na integra de Rodrigo Tostes ao site GE.

O que você achou? Siga @guiadoboleirooficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

João Gabriel
João GabrielFormado em Letras: Português e Inglês, é um amante do futebol de todos os cantos do globo e vem se dedicando a expor sua paixão pelo futebol como redator especialista do Guia do Boleiro.
Veja mais ›
Fechar