São Paulo anuncia retorno da Adidas como fornecedora de uniformes

0
637

O São Paulo publicou nesta terça-feira uma nota oficial comunicando o retorno da marca Adidas como fornecedora de uniformes do time do Morumbi neste ano de 2018. Faltam apenas detalhes para um contrato oficial ser divulgado, e o clube tricolor afirmou que o acordo está na diretoria para ser documentado.[[imagem46790]]

“A Diretoria Executiva do São Paulo Futebol Clube comunica que aprovou proposta da adidas para o fornecimento de material esportivo. O acordo agora percorrerá instâncias internas do clube, o Conselho de Administração e o Conselho Deliberativo, a partir de quando será documentado.”, é o texto da nota oficial do São Paulo.

O anúncio veio de forma repentina, já que a Adidas ainda estava em fase de renegociação com o Palmeiras, mas era noticiada como uma das empresas interessadas em acordo com o time tricolor, além da New Balance. Agora, o acordo da marca alemã com o clube rival não deve mais acontecer.

No ano passado, a Under Armour comunicou ao São Paulo que gostaria que o contrato entre as duas partes fosse reincidido, pois a marca estava com muitas dificuldades em cumprir os pagamentos acordados e até o suprimento de materiais esportivos. Disse também que o acordo havia sido feito em período perto da Copa, e que a realidade econômica e a crise bateram à porta da UA.

O que a imprensa noticia sobre detalhes do acordo Adidas/São Paulo

O São Paulo volta a vestir Adidas depois de um período nos anos 90 encerrado em 1998, ano em que o time foi campeão paulista com Raí entre os jogadores do elenco.

O acordo do São Paulo com a Adidas deve valer até 2023, e ainda não há informações sobre os valores. A venda de cada produto licenciado do São Paulo com a Adidas geraria 26% de royalties para o clube, podendo chegar a 30% a medida que as vendas fossem maiores.

Outra notícia que foi vinculada é que, em caso de título, haveria um bônus pago pela Adidas, uma prática que é muito usada no futebol europeu.