Leitor gb. Ideias de camisas do Santos com nova fornecedora Umbro

0
3803

Muito santista ficou animado com a notícia recente de que a marca esportiva Umbro voltaria a vestir o Santos, após um período que o Peixe experimentou um combinado de ter os uniformes desenhados pela Kappa e com uma produção com parceiros próprios. Pensando na novidade, o leitor Giovanni Musetti criou ideias de como seriam as camisas do Santos feitas pela Umbro.

A Umbro é a marca esportiva atualmente com o maior número de clubes na Série A do Brasileirão, e o acordo com o Santos mostra que a marca realmente está com os pés firmes de volta ao cenário do futebol.

Além disso, a Doble Diamond tem uma história de carinho com os torcedores, pois o último casamento foi de um longo período (97 a 2011), incluindo a conquista da Libertadores de 2011 vestindo uniformes da Umbro.

“Nasci em 1996, o primeiro título de que me recordo é o Campeonato Brasileiro de 2002, onde o Clube tinha um uniforme da Umbro. Outro título importante foi o da Libertadores de 2011, quando o Peixe também utilizava. Na história recente do Santos, a fornecedora se fez muito presente”, afirmou o leitor Musetti.

Com base no período em que a marca vestiu o Santos e no padrão de corte elegante da Umbro, o leitor criou 5 conjuntos de uniformes e a grande maioria respeitando as cores principais do clube, até na terceira camisa que realmente costuma ser azul.

Conheça abaixo as ideias de camisas do Santos com o retorno da Umbro:

 
 

 

[[galeria]]

Entrevista: 
– Conte um pouco sobre você. Sua educação, seus sonhos, o que mais gosta no futebol
R: Giovanni Musetti Perazolli, 21 anos. Resido em São Vicente, SP.
Bacharel em Sistemas de Informação, porém atuo como designer e webdesigner.
Meu sonho é ser bem sucedido na minha carreira, e se conseguir fazer isso associado ao futebol, melhor ainda.
Gosto de tudo no futebol, desde série B até Premier League. A forma como esse esporte move as pessoas, a torcida, a pressão… Desde sempre gostei, sempre pratiquei também, é difícil estar longe desse meio.

– Como surgiu essa ideia de fazer os uniformes do Santos?
R: A ideia surgiu depois de ver alguns uniformes lançados na Europa, principalmente na Inglaterra. Os clubes europeus sempre inovam, sempre buscam estampar os emblemas de seus clubes em uniformes que condizem com a grandeza, porém no Brasil, as fornecedoras e, principalmente, os clubes, parecem não se preocupar tanto assim. A motivação apareceu para tentar mostrar que é possível criar peças diferentes, com visões diferentes.

– Como você conseguiu criar tantas ideias de camisas do Peixe?
R: Quando se trabalha com elementos visuais de design, acabam surgindo referências, inspirações. Você vê uniformes antigos, tenta mesclar com padrões atuais, busca elementos que podem compor. É um processo natural, você cria um, tem ideia para outro, e assim acaba fluindo.

– Por que usou apenas a Umbro como fornecedora?
R: Nasci em 1996, o primeiro título de que me recordo é o Campeonato Brasileiro de 2002, onde o Clube tinha um uniforme da Umbro. Um time com Robinho, Diego e Cia. acabou marcando, inclusive, o uniforme. Outro título importante foi o da Libertadores de 2011, onde o Peixe também utilizava. Na história recente do Santos, a fornecedora se fez muito presente.

– O que mais você gostaria de adicionar a esse entrevista? Quer falar algo a mais sobre você?
R: Sobre mim, não gostaria de acrescentar nada. Mas sobre o assunto, queria destacar a importância que os torcedores têm a qualquer clube de futebol. O setor de marketing deveria ouvir mais, buscar formas de fazer com que os torcedores possam de certa forma, participar da Instituição. Diretores, técnicos e até jogadores passam, o que fica é o torcedor, acho que deveria ter sua voz ouvida.