Hypervenom III GX. Nike lança chuteira inspirada na 1997 Nike Air GX

0

A Nike apresentou nesta quinta-feira a nova chuteira Nike Hypervenom Phantom III GX, um modelo completamente novo e inspirado na icônica chuteira Nike 1997 Nike Air GX. O lançamento celebra o aniversário de 20 anos da chuteira usada por nomes importantes da marca, como o italiano Totti.

A chuteira Nike Hypervenom Phantom III GX é, portanto, um cruzamento de um modelo extinto há muitos anos pela marca com o modelo “predador” da empresa, a Hypervenom. Ela leva o couro de canguru no cabedal e tem peso 35% mais leve que a “chuteira-espelho”.

Os atacantes Mauro Icardi, da Inter de Milão, e André Silva, do Milan, ficaram como os responsáveis pela imagem de divulgação da nova chuteira. Cada uma com a cor de seus respectivos clubes, elas serão usadas no clássico dos dois times de Milão neste final de semana.

Mesmo que os dois atletas tenham sido escalados para estrelar a imagem de divulgação, o argentino Higuaín é outro atleta que vai usar o modelo e já está treinando com a chuteira Nike Hypervenom Phantom III GX.

Em termos de design, a chuteira, que já havia vazado anteriormente, reproduz bem a aparência da Nike Air GX, com o cabedal preto e detalhes em azul e branco. A inscrição e logo 'Montebelluna 20 Years' mostram a edição comemorativa de 20 anos do modelo lançado na fábrica italiana. Até uma pequena bandeira da Itália está na parte do calcanhar do modelo.

Características técnicas da Nike Hypervenom GX  

– couro de canguru, que ganhou o nome de Alegria
– Sistema Flywire de amarração dos cadarços (com cabos internos)
– Hyper-reactive Plate (solado com reação muito sensível)
– Hyper-reative Texture in strike zone (textura hyper sensível nas zonas de chute)
– Chevron studs (travas em formato Chevron – clássico da chuteira GX)
– ACC technology (tecnologia pronta para jogar em qualquer clima adverso)

Linha evolutiva desses modelos “irmãos” 

Em 1996, a Nike deu um passo grande para entrar no rol das líderes do mercado ao fundar uma fábrica de chuteiras na cidade italiana de Montebelluna, que atualmente é o principal centro de estudo e confecção de chuteiras de ponta da marca e de customização dos modelos usados pelos jogadores mais importantes da Nike.

No ano seguinte, em 1997, a Nike criou a chuteira Air GX, que iria ser a antecessora de uma das chuteiras da qual os boleiros amadores têm mais saudade, a Nike Total 90. Como continuação, a parruda e durável T90 foi descontinuada em 2013 para a entrada da Hypervenom, feita para os pedidos de Neymar.