A estratégia da Nike das camisas camufladas deu certo. Leia nossa especial

0
273

A Nike divulgou nesta semana uma série das terceiras camisas de seus principais clubes na Europa, e o Guia do Boleiro traz agora sua mais nova especial abordando essa estratégia específica da marca norte-americana. Vamos passar por alguns tópicos em separado (alguns até curiosos), mas já podemos adiantar que a tática da marca de Oregon foi, sim, acertada.

No decorrer da semana, a empresa de Oregon trouxe as novas terceiras camisas de Barcelona, Manchester City, Chelsea, Tottenham, Atletico de Madrid, Inter de Milão, Roma e Galatasaray para a temporada 2017-18. Todas com um design padrão: camuflado da mesma cor com um tom sobre tom.

Tática certa
A Nike acertou nesta temporada, principalmente se compararmos aos anos anteriores. A marca estadunidense lançou logo de cara, a primeira a ser apresentada, a camisa camuflada em preto do PSG, uma das mais bonitas, e o design chamou a atenção e ganhou elogio de internautas e sites de notícias. Além disso, a foto trazia o quarteto valiosíssimo composto por Neymar, Mbappé, Cavani e Marquinhos. Imagem fortíssima.

Nos anos anteriores, houve muitas piadas e memes com as séries da Nike. A camisa 3 da Inter no ano passado chegou a ser comparada com o design do refrigerante Sprite. Neste ano, os elogios tiveram supremacia. Muita gente falou em CTRL C CTRL V (copiar e colar), mas isso não é novidade, é uma decisão consciente. 

Design em si

O camuflado tende a ganhar mais críticas do que elogios. É um design realmente mais ousado, mas a Kappa já havia adotado muitas vezes para uma das suas principais equipes, o Napoli, e parecer ter gostado do resultado. A Nike, por sua vez, tomou uma decisão muito sábia ao camuflar apenas o tom sobre tom de uma mesma cor e, com isso, evitou o festival colorido. Além disso, ao se olhar de longe, vemos apenas uma cor, como a nova terceira camisa Tottenham na cor roxa.

Atenção ao Atlético de Madrid
Foi a primeira vez que a Nike lançou uma camisa de número 3 para o Atleti, e isso deve ter sido resultado de um manifesto de torcedores que pediram para que a marca incluísse o clube espanhol no rol de lançamentos de camisas 3 para os times mais importantes da marca estadunidense. No ano passado, esse manifesto reclamava (com razão) que a equipe espanhola sempre estava nas retas finais do Espanhol e da Liga dos Campeões e, por isso, deveria estar neste rol de lançamento das terceiras camisas para as equipes mais importantes da Nike no mundo.

Uma imagem intrigante

Uma foto de divulgação da Nike chamou a atenção na série de lançamentos da marca: a camisa 3 da Roma camuflada em marrom: a inscrição da tecnologia Dri-fit no uniforme, sendo que a tecnologia correta da camisa é a Nike Aeroswift, top de linha da marca. Todos as 9 camisas da série camuflada vieram com a tecnologia Nike Aeroswift na descrição técnica do uniforme, e provavelmente a Nike deve ter cometido um erro na divulgação da imagem errada. A versão Dri-fit é que é vendida ao consumidor, com preço mais barato que a versão idêntica à do jogador.

Mas e o Corinthians?
Foram lançadas 9 camisas com design camuflado de tom sobre tom da mesma cor, e dessa vez, diferentemente do que ocorreu no ano passado, a terceira camisa do Corinthians não entrou na série das camisas 3 da Nike e trouxe a sua em preto e detalhes em laranja. É bem provável que a marca e a diretoria do Corinthians tenham desistido desse design, pois algumas semanas antes vazou a terceira camisa do Santos, que é camuflada em cinza.

E você, leitor, o que achou da estratégia da Nike? Concorda com nossa avaliação?