Cristiano Ronaldo estende parceria com Nike até 2021

0

[[video39907]]A Nike anunciou nesta terça-feira que estendeu sua parceria com Cristiano Ronaldo até 2012, assim como um colunista do jornal As já havia adiantado em setembro. A marca publicou uma entrevista com CR7 falando sobre a patrocinadora esportiva e separou também imagens de 30 chuteiras icônicas do português utilizadas desde 2003 (veja na galeria), quando o português assinou contrato com a marca de Oregon. A empresa diz que ele já usou 60 diferentes modelos da Nike Mercurial, a chuteira de velocidade da marca do Swoosh.

"Eu tenho um ótimo relacionamento com essa marca e grandes amigos aqui na empresa. Nós trabalhamos como uma família também", diz Cristiano Ronaldo. Firmado esse contrato, Cristiano Ronaldo tem grandes condições de, ao fim de 2021, ser patrocinado de forma vitalícia com a marca de Oregon, assim como Ronaldo Fenômeno é. Nesta semana, a Nike lançou o terceiro capítulo da história da carreira de CR7 contata por meio de modelos de chuteiras. [[galeria]]

É comum a Nike, e outras marcas também, realizar contratos com jogadores até datas significativas no futebol. Ou seja, 2018 é a Copa do Mundo da Rússia, então é bastante plausível que o contrato do português fosse até essa época. Ao término do Mundial no Brasil em 2014, várias parcerias da Nike foram rescindidas, como as de Daniel Alves e Ibrahimovic. Se a informação do jornalista for verdadeira, CR7 já pode se considerar privilegiado (e ele é ao lado de Neymar a maior estrela do Swoosh), pois a marca norte-americana costuma apostar em jogadores mais jovens e deixar de lado o foco em atletas mais veteranos, assim como já foram mostrados os casos de Dani Alves e Ibra.

Alguns importantes aspectos importantes pesaram na extensão do vínculo da marca com o português. Primeiro, CR7 é ainda o jogador que mais vende camisas no mundo. Segundo, é o atual melhor do mundo. Terceiro, foi a estrela maior da conquista da Euro 2016 com Portugal. Quarto, ainda mantém seu futebol em alto nível mesmo aos 31 anos. Quinto, seus produtos personalizados continuam sucesso de venda. Sexto, a Nike talvez ainda tenha um resquício de sombra de pé atrás com Neymar por alguns motivos como: indisciplina (Copa América), problemas fiscais com a justiça, uma vida extracampo que quase chegou a afetar sua imagem.