Chuteira Glitch. Adidas relança modelo com cabedal e travas intercambiáveis

0
295

Você gostaria de ter uma chuteira de couro natural ou sintético? Travas para campo ou society? Cano curto ou médio? E se houvesse uma só que pudesse ser de todas essas maneiras?! Não sei se você, boleiro, se recorda, mas na Copa de 2006 a Adidas havia trazido um modelo customizável em vários aspectos (chamado Tunit) e, agora, a marca alemã resgata esse conceito com a nova chuteira Adidas Glitch. O modelo estava sendo testado por alguns atletas da Adidas, entre eles o jovem Charlie Colkett, do Chelsea.

A chuteira Glitch foi apresentada nesta segunda-feira com vários vídeos curtos nas redes sociais da Adidas e traz o conceito de ser intercambiável, seja no cabedal, nas travas, na meia integrada e até nas cores e design. Como já dito, você pode escolher um cabedal em couro natural, disponível na combinação preto e vermelho, ou couro sintético em preto, branco e vermelho.

As travas da chuteira Adidas Glitch 2016 vêm com a opção FG (firm-ground) and SG (soft-ground), para gramado artificial e natural, respectivamente. E por último, você pode optar por uma meia integrada em cano médio ou baixo.

Na Inglaterra, um conjunto personalizado da chuteira Adidas Glitch sai por 250 libras, enquanto cada cabedal sai por 100 libras cada.

Caso a Adidas Glitch seja um sucesso, a marca alemã deve futuramente trazer mais opções de personalização, como talvez a troca de configuração das travas, como a Tunit F-50 de 2006 permitia. Ela vinha até com uma chave de boca para fazer as trocas e “parafusar” os cravos. [[galeria]]

Siga o gb no Twitter e no Instagram