Designer cria escudos por encomenda para times amadores. Conheça

0

Não quer mais pegar o símbolo de um Manchester United e escrever Boleiros da Vila Cumchinchina lá dentro? Muitos boleiros já devem ter feito parte de um time da escola, colégio, faculdade, trabalho ou do bairro que tinha o escudo “roubado” de um clube profissional, não é? E agora está cansado disso e quer um símbolo que traduza a personalidade da sua equipe? O que você pode fazer, portanto, é recorrer a trabalhos como do nosso leitor Daniel Accioly.

Ele é publicitário, tem 31 anos e mora no Rio de Janeiro, mas vive mesmo é do design. Conta que já desenhou mais de 70 escudos de times amadores e tem uma página no Facebook para divulgar seu trabalho (e prospectar nossas encomendas): a Escudo Sob Medida.

Daniel Accioly conta que começou fazendo distintivos para times de botão de amigos e o trabalho foi ampliando: hoje faz para times e campeonatos que encomendam seu trabalho. Na entrevista que fizemos com o leitor (leia íntegra abaixo), ele conta que uma vez viu uma pessoa metrô utilizando uma camisa com um escudo que ele mesmo havia confeccionado. “Possivelmente jamais ele soube que estava diante de quem fez o escudo da camisa dele e da minha satisfação”.[[galeria]]

Entrevista:

– Sou publicitário, tenho 31 anos e moro no Rio de Janeiro.

– Eu gosto de escudos desde criança, e nessa mesma fase comecei a fazer escudos para os times de botão dos meus amigos. Eu achava muito mais fascinante que cada um tivesse um time próprio, com uma identidade própria. Os amigos abraçavam a ideia e com isso exacerbava bastante uma rivalidade sadia que durou anos nos bairros onde morei. Na época eu não fazia nada no computador, o processo essa exclusivamente manual com utilização de recortes. Depois de algum tempo eu passei o processo pro computador. Após a formação do meu time de pelada, muito me perguntaram quem tinha feito o nosso escudo e ao saber que havia sido eu mesmo, pediram para eu dar uma força. No começo eu fazia na camaradagem, até um amigo me alertou que esse poderia ser um negócio novo com amplo horizonte. Assim nasceu o Escudo Sob Medida, projeto que tem recebido um número bacana de encomendas de diversos times do Brasil e já com algumas conversas fora do país.

– Entre escudos de equipes amadoras de futebol e de futebol de botão, estou chegando na marca dos 70. Estou juntando esse material aos poucos, pois muitos sequer foram digitalizados. O trabalho com escudos funciona muito na base da indicação e muitas vezes acabo recebendo encomendas não só de novos escudos, mas também de logos e mascotes.

– Volta e meia eu jogo com meu time em um clube tradicional da Zona Norte do Rio. E sempre quando eu ia lá eu ficava incomodado com como o escudo estava mal resolvido e mesmo mal desenhado pelas paredes da sede. Resolvi então refazer o escudo por conta própria e enviar pra eles. Alguns meses depois o presidente me retornou emocionado dizendo que eles haviam perdido o desenho original e que fazia anos que ele desejava que o clube voltasse a ter o escudo bem feito.

– Eu sempre procuro fazer escudos novos, originais. Claro que os referenciais são importantes e sempre serão o ponto de partida para um novo projeto. Um cliente me pediu um escudo, mas no projeto dele o escudo seria praticamente idêntico ao do Real Madrid. Tentei convencê-lo de fazer algo novo, mas ele foi irredutível. Resolvi então fazer o que ele pediu e um diferente, por conta própria. Ai o convenci na hora da entrega. O time continuou sendo Real, mas um Real único.

– Outra história aconteceu recentemente. Estava no metrô e vi um cara com uma camisa cujo escudo eu havia feito. Fiquei sem jeito de falar com o cara, mas ele me viu olhando e por não fazer ideia ficou intrigado. Possivelmente jamais ele soube que estava diante de quem fez o escudo da camisa dele e da minha satisfação. Mas fico muito feliz pelo fato que, de certa forma, ela é fruto de um trabalho que concebi.