Adidas renova com Alemanha, e parceria se torna a mais cara entre seleções

0
232

A Adidas confirmou os rumores dos últimos dias e anunciou a renovação com a seleção da Alemanha. A parceria com a federação alemã de futebol terá validade até a Copa do Mundo de 2022 no Qatar e se torna a mais cara entre uma marca esportiva e uma seleção de futebol, com o pagamento de cerca de 50 milhões de euros pela empresa das três listras, um aumento de mais ou menos o dobro do que era feito pela Adidas até o momento. A marca alemã divulgou imagens e um curto vídeo com a frase "Stars wear stripes" (estrelas vestem faixas), em referência às três faixas da Adidas.

Adidas aproveita boa fase de Bale na Euro e destaca galês em novo vídeo

Com esses números, a parceria Adidas-Alemanha ultrapassa os três patrocínios mais caros pagos pela Nike a seleções (França, 42,6 mi de euros; Inglaterra, 34,5; e Brasil, 30,7). No final do ano passado, a Adidas negou uma informação de que pagaria 100 mi de euros anuais por um contrato de 10 anos com a federação. Em março, um site havia divulgado que Under Armour e Puma teriam desistido de entrar na briga para patrocinar a seleção alemã. [[imagem37542]]

"Estamos ansiosos para continuar a nossa estreita e fiel parceria com a DFB", disse Herbert Hainer, presidente da Adidas. "Nós pertencemos um ao outro, já que tanto o DFB com as suas seleções e nós, como uma empresa internacional de artigos esportivos excelente presente Alemanha em todo o mundo. Somos inovadores e nós entregamos qualidade, somos cosmopolitas, multi-culturais e trazemos alegria. Como parte de nossa estratégia de longo prazo, vamos aumentar o nosso volume de produção na Alemanha novamente e pretendemos também produzir a camisa da DFB em nosso próprio país.”

"Este é o contrato mais transparente, mais exigente e economicamente mais bem sucedido na história da nossa associação. Estou muito satisfeito que conseguimos estender o contrato com a Adidas, o nosso parceiro há décadas. Adidas é de confiança , conhece a DFB e está nos apoiando com as próximas inovações como a construção da nova academia DFB ou o desenvolvimento da fussball.de. Vamos usar o dinheiro para fazer o futebol DFB e alemão ainda melhor. Nossos investimentos serão focados tanto para o futebol profissional como para o trabalho realizado ao nível das bases. Também fortaleceremos nossas associações nacionais e melhoraremos ainda mais em particular os nossos programas de caça-talentos ", disse o presidente da DFB, Reinhard Grindel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here