Camisa titular ousada e na mosca? Leia nossa especial

0
215

[[imagem36590]]A provável camisa titular do Palmeiras para 2016 terá duas tonalidades bem contrastantes do verde na vertical da roupa. Muitos dos leitores já criticaram ferozmente o design, e alguns o defenderam. Diante desse assunto, trazemos um tópico para essa especial gb que debate justamente isso: como ousar na camisa titular e agradar os torcedores ao mesmo tempo? Dividimos essa especial em duas partes: algumas regras que as marcas e clubes deveriam seguir e exemplos de camisas que ousaram e agradaram.

É com frequência enorme que vemos uma marca ser tradicional no manto principal da equipe e receber críticas por fazer “de novo a mesma coisa”, “Não mudou nada”. Ao mesmo tempo, também é muito grande o número de comentários negativos quando uma marca decide ousar no uniforme número 1 e não agrada os torcedores.

A linha é muito tênue. E, na verdade, nem existe, já que passa pelo gosto pessoal de cada um. Mesmo assim, fizemos uma captura das camisas titulares desta temporada para mostrar que, se as empresas seguirem algumas pequenas regras, a chance de agradar aos torcedores se torna maior. 

O que as marcas deveriam ou não deveriam fazer: [[imagem36601]]

Em primeiro lugar, é preciso manter as cores tradicionais da equipe. No final do ano passado, por exemplo, a torcida do Colo-Colo se mobilizou e lançou uma campanha para boicotar a camisa titular da equipe lançada pela Under Armour, pois a camisa trouxe a inserção da cor amarela, o que tradicionalmente não existe no manto titular do Colo-Colo. A imagem da campanha trazia como frase principal: “Boicote ao amarelo” e pedia para que a camisa não fosse comprada.

A segunda regra é tentar sempre colocar um jogador que tenha identificação com a torcida e que a permanência dele no clube seja uma probabilidade grande. Já mostramos aqui no Guia do Boleiro uma série de fotos de lançamentos de camisas em que estrelas da equipe saíram para jogar em outros clubes.

A terceira regra é com relação aos patrocínios. Primeiro, é melhor que a camisa não tenha anunciantes “baratos”, o que acaba desvalorizando o uniforme. No mês passado, o Botafogo havia anunciado em sua camisa propaganda de lâmpadas, e os torcedores se revoltaram. A outra regra, mais óbvia ainda, é que não se lote o manto de patrocínios, principalmente se colocados com cores diferentes.

E você, leitor, o que mais você acrescentaria?

Camisas titulares ousadas e bacanas.

[[imagem36600]]A Nike foi durante criticada nos últimos anos por trazer camisas que seguiam um padrão pré-definido e eram reproduzidas para suas dezenas de seleções e clubes. Ou seja, parecia, e as vezes era, uma mesma camisa usada para diferentes equipes. No entanto, parece que a marca norte-americana tem conseguido virar o jogo. No ano da Copa, a marca fez camisas lindíssimas, como as da Holanda, e neste ano em particular tem usado inovadores formas de design, mesmo em camisas titulares.

Em março, cunhamos o termo “Spider Man” para a camisa titular da Turquia, que realmente trouxe linhas curvas entrelaçadas com um resultado muito bom. A da Croácia também veio com um xadrez arqueado e foi muito elogiada por vários leitores. Já o manto principal dos Estados Unidos não ousou no design, mas trouxe um corte bastante elegante e uma bela escrita degradê no acabamento da manga. Ela pode ser muito bem apontada como uma das mais bonitas no Concurso gb no final do ano.

[[imagem36591]] A Puma fez dois belos trabalhos neste ano também. A camisa titular do Uruguai traz o tradicionalíssimo azul claro, mas a marca d’água do Sol de Maio dá um brilho único para o uniforme. Já a camisa titular do Borussia Dortmund rompe com a tradição das listras, mas as faixas diferentes em tamanho e arredondadas nas pontas também trazem um resultado muito bom visualmente.

A Umbro também encontrou uma forma sutil de ousar na camisa titular da Irlanda e colocou faixas diagonais em degradê. Já a Errea fez uma faixa bicolor se desmanchando perto do escudo da Islândia. A brasileira Penalty permaneceu com as cores e design da camisa titular do Santa Cruz, mas encontrou uma solução criativa ao traçar as faixas com um desenho que parece ser de pinceladas de diferentes tintas. [[imagem36598]] [[imagem36595]] [[imagem36594]]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here