Chuteira Nike Mercurial Superfly V: "Mais rápida da história", nova geração do modelo traz série de inovações

0

Usada por Cristiano Ronaldo e muitos outros astros do futebol mundial, a chuteira Nike Mercurial Superfly ganhou uma nova geração nesta quarta-feira, a quinta de sua história. O modelo foi uma das principais novidades no Nike Innovation Summit 2016, evento realizado pela empresa em Nova York para apresentar diversas inovações tecnológias em toda sua linha de produtos.

{Para comprar chuteiras e outros produtos da Nike, clique aqui}

A quinta geração da Mercurial foi apresentada com duas combinações de cores, uma branca com logotipo preto e contorno azul e outra preta com logotipo azul e contorno prateado. No entanto, apesar do belo visual o que chama a atenção mesmo é a série de melhorias tecnológicas que fazem a Nike dizer que esta será a "chuteira mais rápida da história".

[[video35888]]

Para alcançar esse objetivo, os designers da Nike Futebol trabalharam com diversas outras áreas da empresa, incluindo especialistas em atletismo. "A nossa abordagem com a nova Mercurial foi desafiar todos os conceitos sobre velocidade., mesclando ciência e design para construir a chuteira mais rápida do futebol. Desenhamos essa chuteira de forma holística para garantir que fosse um sistema de velocidade real, onde todos os materiais se interconectam para produzir a maior eficiência possível", afirmou Jeongwoo Lee, líder de design da Nike Futebol.

Entre as novidades da nova geração, a principal foi a criação de uma nova palmilha que "mapeia" os contornos naturais do pé, fazendo com que cada chuteira seja praticamente única, adaptada ao seu dono. "Os fisioterapeutas com quem trabalhamos acreditam que isso vai reduzir pontadas incômodas, assim como movimentos desnecessários dentro da chuteira, e assim melhorar o retorno de energia durante o jogo em alta velocidade", explica Lee.

[[imagem35882]]

Além disso, a sola é feita com um novo processo à vácuo que permite que ela seja 40% mais leve que as de fibra de caborno, além de mais resistente e flexível. Com relação às travas, a Nike se preocupou não apenas com a aceleração, mas também com o "freio". Por isso, foi criada uma configuração em que todas as travas têm um formato igual, triangular, mas posicionadas de forma diferente para que algumas ajudem na arrancada e outras facilitem as paradas repentinas.

Por fim, o cabedal da nova geração da Nike Mercurial mantém o material tricotado Flyknit, mas inaugura a tecnologia chamada de "speed ribs 3D", que consiste em uma textura em alto relevo responsável por aumentar a fricção da chuteira com a bola durante jogadas em velocidade. Esses "relevos" têm 1 milímetro na maior parte da chuteira e 2,5 na parte da frente.

[[imagem35883]]

Apesar de já ter sido apresentada oficialmente, a nova geração da chuteira Nike Mercurial Superfly V ainda deve demorar um pouco para chegar aos gramados e as lojas. As vendas no Nike.com só começarão no dia 2 de junho e mesmo os jogadores profissionais só devem começar a usá-la durante a Eurocopa e a Copa América Centenário, no meio do ano. 

[[imagem35884]]

[[imagem35885]]

[[imagem35886]]

[[imagem35887]]