Designer junta minimalismo e grafismo em camisas de Corinthians, Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Grêmio

0
379

O designer gráfico Wagner Lima enviou seu trabalho para o Guia do Boleiro e contou um pouco sobre seu projeto de camisas de futebol com grafismos e escudos minimalistas de cinco grandes clubes do Brasil: Corinthians, Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Grêmio.

A série Concepts Teams Jerseys encanta pela simplicidade dos grafismos, mas que ao mesmo tempo são um choque se comparados ao histórico de uniformes, marcado pelo tradicionalismo, de cada um desses clubes.

O ilustrador paulista formado pela faculdade Belas Artes se queixa da mesmice das camisas de se clube de coração, aspecto que foi levantado por outros designers, mas revela que isso foi o gatilho para começar a desenhar uniformes. Ele disse que pesquisou sobre o assunto e logo encontrou projetos de Nerea Palacios e Angelo Trofa, figurinhas carimbadas aqui no gb. Leia a íntegra da entrevista na sequência das imagens abaixo.[[imagem32784]] [[imagem32785]] [[imagem32786]] [[imagem32787]] [[imagem32788]]

gb: Conte um pouco sobre você, Wagner. Sua formação, seus sonhos, o que mais gosta no futebol
Wagner: Bem, me chamo Wagner Lima sou designer gráfico formado pela Belas Artes de São Paulo. Sempre me imaginei trabalhando com criação, e o design me propicia isso, não seria absurdo dizer que estou vivendo esse sonho acordado. O que falar sobre futebol, esse esporte bretão. Tem muitas coisas no futebol que eu gosto, seria até difícil listar, mais creio que o poder que futebol tem juntar as pessoas, a emoção que é assistir à uma boa partida e de jogar FIFA com os amigos.

Por que realizou esse projeto Concepts Teams Jerseys? Qual o maior conceito por trás dele? O minimalismo? Ele será continuado para outros clubes?

Acho que foi a insatisfação que eu estava com o atual uniforme do meu time, toda vez que eu assistia à um jogo, eu pensava, "cara mais que mais uniforme horrível”, esse foi o estopim que me levou a fazer esse projeto, de forma despretensiosa. Pesquisei sobre o assunto, e logo esbarrei na Nerea Palacios, no Angelo Trofa e outros designers que trabalhavam com concepts de uniforme, daí surgiu a inspiração e a vontade de para criar e aprender. Acredito que o conceito por trás desse projeto, é fugir do tradicional e buscar novas soluções visuais para o uniformes, sem descaraterizar o clube ou a aura que o uniforme tem, seria algo com rebrand. Gosto muito dessa vertente minimalista no design, o uso de linhas e formas no intuito de simplificar, esses são os conceitos que busco transmitir. Sim, pretendo expandir para outros clubes, essa era a ideia original e ainda é, conforme vai surgindo um tempo eu vou fazendo, rabiscando algumas idéias no sketchbook pra depois finalizar com calma.

Quais os trabalhos de design que mais te impressionam? Você tem um ídolo no design?

Existem muitos trabalhos que me impressionam, não só design mas também nas artes em geral. O mundo esta cheio de pessoas incríveis fazendo trabalhos fantásticos. Projetos que conseguem dizer muito com pouco, transformando algo simples em algo funcional são os meus preferidos.
Não tenho nenhum ídolo, até porque muito do design é feito em equipe, gosto de acompanhar alguns estúdios, agências que produzem projetos instigantes, mas
estou muito vidrado nos trabalhos da Nerea e do Angelo, até porque foi o primeiro contato que tive com concepts esportivos.

O que você acha dos trabalhos de design das marcas esportivas?
Sempre gostei dos trabalhos da Adidas e da Nike, desde seus produtos ate o marketing que ambas fazem, a Under Armour tem um portfolio bem interessante. Essas seriam as três principais que acompanho com maior frequência, claro que a Totto, a Mizuno,a Kappa produzem materiais excelentes e é valido conhecer.

O que mais você gostaria de adicionar a esse entrevista? Quer falar algo a mais sobre você?
Bem como designer em inicio de carreira, fiquei surpreso com o convite e desde já agradecido pelo convite, é bom pensar que tem pessoas vendo o que você esta produzindo e que isso esta agradando ao paladar artístico delas. Meu foco inicial sempre foi a ilustração e o desenho, e a magia do design essa, ela pode ter levar a trabalhar em uma variedade de projetos com temáticas inusitadas. Isso foi pra ilustrar que é sempre bom buscar ver uma visão macro do mundo, principalmente para designer, referência é tudo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here