Como seria o duelo entre seleções dos craques patrocinados por Adidas e Nike

0
601

De um lado, a principal estrela é Lionel Messi. Do outro, Cristiano Ronaldo. Mas não se trata de um clássico entre Barcelona e Real Madrid nem de um encontro entre Argentina e Portugal. Com a importância cada vez maior das marcas esportivas no mercado do futebol, o Guia do Boleiro imaginou como seria um duelo entre seleções formadas pelos jogadores patrocinados por Adidas e Nike.

Fui o último Bola de Ouro nascido nesse planeta, diz Kaká sobre Messi e CR7

As marcas alemã e norte-americana são indiscutivelmente as maiores do mercado de produtos futebolísticos. E, em grande parte, isso se deve à exposição alcançada com o apoio não apenas aos craques argentino e português já citados, mas também a dezenas de outros jogadores espalhados pelos times mais importantes de todo o mundo.

[[imagem32375]]

No caso da Adidas, o maior desafio na montagem do time ideal da marca é definir a formação do meio de campo e os companheiros de Messi no ataque, já que a marca conta com uma grande maioria de jogadores ofensivos em seu portifólio. Ao final da filtragem, a equipe acabou sendo formada por Manuel Neuer, Philipp Lahm, Mats Hummels, Jérémy Mathieu, Marcelo, Ivan Rakitic, James Rodríguez, Oscar, Thomas Müller, Diego Costa e Messi.

Chuteiras Nike Electro Flare | Marca lança nova coleção “spray”

Já a Nike parece ter um maior equilíbrio entre a distribuição de jogadores por posição, o que faz com que mesmo a seleção "B" da marca seja formada apenas por nomes de peso. No time titular, a escalação tem Thibaut Courtois, Daniel Alves, Sergio Ramos, Javier Mascherano, Marcos Rojo, Paul Pogba, Andrés Iniesta, Eden Hazard, Cristiano Ronaldo, Neymar e Zlatan Ibrahimovic.

Messi ganha nova chuteira da Adidas inspirada na bandeira da Argentina

Uma breve olhada em alguns dos atletas que ficaram fora das seleções mostra bem a força das duas empresas. Entre os nomes da Adidas, aparecem David de Gea, Álvaro Arbeloa, Bastian Schweinsteiger, Toni Kroos, Mesut Özil, Ángel Di María, Arjen Robben, Karim Benzema, Luis Suárez, Gareth Bale e Juan Mata. Já da Nike, ficaram "no banco" estrelas como Joe Hart, Thiago Silva, David Luiz, Rafael Varane, Gerard Piqué, Alexis Sánchez, Andrea Pirlo, Isco, Wayne Rooney, Robert Lewandowski e Mario Götze.

Chuteiras usadas por cada jogador das seleções fictícias de Adidas e Nike:

ADIDAS

Manuel Neuer (Bayern de Munique) – Adidas Ace 15
Philipp Lahm (Bayern de Munique) – Adidas Ace 15
Mats Hummels (Borussia Dortmund) – Adidas Ace 15
Jérémy Mathieu (Barcelona) – Adidas Nitrocharge
Marcelo (Real Madrid) – Adidas X 15
Ivan Rakitic (Barcelona) – Adidas Ace 15
James Rodríguez (Real Madrid) – Adidas Ace 15
Oscar (Chelsea) – Adidas Ace 15
Thomas Müller (Bayern de Munique) – Adidas X 15
Diego Costa (Chelsea) – Adidas X 15
Messi (Barcelona) – Adidas Messi 15

NIKE

Thibaut Courtois (Chelsea) – Nike Magista Opus
Daniel Alves (Barcelona) – Nike Mercurial Vapor
Sergio Ramos (Real Madrid) – Nike Tiempo
Javier Mascherano (Barcelona) – Nike Magista Opus
Marcos Rojo (Manchester United) – Nike Mercurial Superfly
Paul Pogba (Juventus) – Nike Magista Obra
Andrés Iniesta (Barcelona) – Nike Magista Opus
Eden Hazard (Chelsea) – Nike Mercurial Vapor
Cristiano Ronaldo (Real Madrid) – Nike Mercurial Superfly
Neymar (Barcelona) – Nike Hypervenom
Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain) – Nike Mercurial Vapor

E aí, você concorda com as seleções criadas pelo GB ou mudaria alguma escolha? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here