Seleção da Espanha renova contrato com a Adidas até a Copa de 2026

0
261

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e a Adidas divulgaram nesta terça-feira a renovação de contrato até a Copa do Mundo de 2026. Trata-se de uma das parcerias mais vitoriosas das últimas décadas e, embora os valores não tenham sido revelados, a expectativa é de que o novo acordo coloque a Espanha acima do Brasil entre as seleções que mais faturam com patrocínio do uniforme.

Garoto de 11 anos resolve cubo mágico enquanto faz embaixadinhas. Assista

O contrato anterior entre a federação espanhola e a marca alemã tinha duração até 2018 e valor estimado de 24 milhões de euros por ano, o que deixava o país no quarto lugar no ranking de patrocínios mais valiosos, atrás de França (contrato de 42,6 milhões de euros anuais com a Nike), Inglaterra (34,5 milhões de euros com a Nike e Brasil (30,7 milhões de euros com a Nike).

A primeira vez que as seleções da Espanha vestiram Adidas foi entre 1982 e 1984. Depois, a marca voltou em 1992 e não saiu até hoje. Com o novo contrato, a parceria completará pelo menos 34 anos seguidos, 36 anos se for contabilizado o período do primeiro contrato na década de 80.

Uniforme mais feio do mundo? 1860 München lança camisa Oktoberfest

Durante esse período, o futebol espanhol viveu seu melhor momento, especialmente na última década, quando a seleção principal conquistou o bicampeonato da Eurocopa em 2008 e 2012, além do maior título de sua história, a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

[[imagem31913]]

Com o novo acordo, além das seleções principais masculina e feminina, todas as equipes de base do país vestirão uniformes da Adidas até 2026. "Estamos muito orgulhos e empolgados de anunciar a extensão de nossa parceria de sucesso com a Real Federação Espanhola de Futebol. A Adidas é a líder global no futebol e a Espanha um dos times mais fortes do mundo, o que faz dessa parceria um ajuste perfeito", afirmou o CEO do Adidas Group, Herbert Hainer.

Camisa reserva da Irlanda 2015-2016 é apresentada pela Umbro

"A extensão de nossa relação próxima com a Adidas acontece porque estamos convencidos de que isso é o melhor para a RFEF e para as diferentes seleções nacionais. Também acreditamos que é lucrativo para a marca. A RFEF e a Adidas trabalharam lado a lado durante muitos anos e continuarão até 2026, um período que temos certeza de que será muito frutífero para ambas as partes", disse o presidente da federação espanhola, Ángel María Villar.