Seleção do Chile fecha com Nike e deixará Puma após a Copa América

0
164

Está perto de acabar o mistério com relação ao novo patrocinador da seleção do Chile. Segundo publicações do país andino, embora o anúncio oficial ainda não tenha sido feito, a federação local já fechou um acordo com a Nike. O novo contrato com a marca norte-americana deve ter duração de oito anos e valor total de US$ 56 milhões (R$ 163 milhões).

El Corazón del Fútbol: Assista o vídeo oficial da Copa América

No início de abril, o Guia do Boleiro já havia informado que o Chile estava sendo disputados por quatro marcas. Além da Nike, concorriam para vestir a equipe a Adidas, a Under Armour e a Puma, atual fornecedora e que vai continuar vestindo a seleção até o final da Copa América 2015, da qual o país é anfitrião.

[[galeria]]

Assumindo o país andino pela primeira vez na história, a Nike mostra confiança no bom trabalho da equipe comandada pelo técnico argentino Jorge Sampaoli. Afinal, os US$ 7 milhões de dólares que a empresa deve investir por ano são mais que o dobro do que a Puma vinha pagando desde 2011. Além disso, o contrato será de longa duração, indo pelo menos até o final das Eliminatórias para a Copa de 2022.

Após 12 anos com a Adidas, Nigéria será patrocinada pela Nike

Os primeiros uniformes do Chile produzidos pela Nike devem ser apresentados pouco depois da Copa América, que acontecerá entre 11 de junho e 4 de julho. Com o acordo, a seleção chilena junta-se a equipes como África do Sul, Noruega, China e Nigéria, que também assinaram com a Nike nos últimos meses. O acordo com a seleção africana foi o último divulgado oficialmente pela marca, na semana passada, algo que também deve acontecer em breve com relação ao Chile.