Neymar com marketing, Messi com imóveis, Iniesta com vinhos… Conheça o “ganha-pão” dos craques do Barcelona

0

Não é novidade para ninguém que os jogadores de futebol sempre pensam em seu futuro após o futebol, antigamente mais por necessidade e hoje em dia mais por hobby se estivermos falando de estrelas do esporte. Quem não se lembra da empresa de guinchos do Cafu? Foi pensando nesse tema que o jornal espanhol Sport separou os negócios “extra-campo” de seis jogadores do Barcelona: Messi, Neymar, Iniesta, Piqué, Dani Alves e Rakitic.

No ano passado, o jornal inglês Daily Mail havia publicado uma lista dos dez atletas mais bem pagos do futebol. Messi estava entre eles e fatura, segundo a publicação, mais de R$ 1 milhão semanalmente entre salários e pagamentos de patrocinadoras. Ou seja, no caso desses seis jogadores do Barça, que ganham no mínimo 1/20 desse valor cada, a veia empresarial é muito mais por um gosto pessoal, apesar do alto faturamento de algumas delas.

Messi aposta no mercado imobiliário

O único jogador eleito quatro vezes melhor do mundo abriu em 2010 a Limecu SA, que se dedica a compra e venda de terrenos e construções. Começou com um capital social de apenas 3 mil euros. Em poucos meses, era sócio da torre Aqualina, situada em Rosário (sua cidade natal), com impressionantes 125m de altura. Investiu também em um complexo residencial chamado Azahares del Paraná, de 80 hectares com chalés exclusivos juntos à natureza e que deve estar avaliado em 20 milhões de euros no final deste ano, quando deve estar pronto.

Vale lembrar que além dos patrocínios com Adidas, Pepsi, Gillette, Electronic Arts, Turkish Airlines, Scalp-D e Samsung, Messi também possui uma linha de vinhos chamada Leo.

Neymar é sucesso na gestão empresarial

O pai de Neymar sempre tomou conta bem de perto das transações que envolviam seu filho prodígio e não foi diferente com oportunidades de negócio. A NR Sports gerencia contratos publicitários com dezenas de esportistas e artistas, como a surfista Marina Werneck, a promessa do Santos Arthur Gomes e o cantor Alexandre Pires, entre outros.

Dois braços da NR Sports, a NN Administraciones e a NN Consultoria faturam por ano cerca de 30 milhões de euros. [[imagem25234]]

Piqué “se diverte” com videogames e hamburguerias

Isso sim é um hobby divertido. O catalão Gerard Piqué fundou em 2011 a companhia de videogames Kerad Games, que já faturou em torno de 400 mil euros desde seu início. A empresa já comercializa seu primeiro jogo, Golden Manager, um simulador cujo objetivo é criar e dirigir um clube de futebol.

Piqué adquiriu também uma participação de 27% em uma empresa especializada em hambúrgueres, a Bas Alimentària, cujo principal destaque é a carne feita sem aditivos. [[imagem25235]]

Rakitic e seu bar em Sevilla

O croata Ivan Rakitic entrou em contato com o mundo dos negócios durante sua temporada em Sevilla. No início de 2013, ele abriu um restaurante junto a sua mulher, Raquel Mauri, e teve um contratempo por um fato curioso, segundo explica o jogador: “Teve que ser fechado, porque estava muito perto do estádio do Betis e teve problemas com os torcedores, mas acabei abrindo um outro no centro da cidade”.

O nome do restaurante era Dinain Tapas&Copas’ e apostava nas tapas por preços populares. Abria de terça a domingo, de meio-dia a meia-noite. Esteve funcionando por vários meses, mas o negócio acabou fechando, devido aos assédios de empresários e ao fato do croata se mudar para Barcelona. [[imagem25236]]

Daniel Alves é o "multi-facetas"

O brasileiro Dani Alves é outro a investir no ramo da gastronomia, mas também trabalha com setor de moda e no mercado imobiliário. O curioso é que ele deixa a gestão de suas cinco empresas na mão da ex-mulher, Dinorah Santa Ana, assim como a direção de sua carreira futebolística desde 2013.

ASSISTA: Ibrahimovic faz pegadinha com médico do PSG

A loja de roupas DM3 fica situada em Barcelona. Também na cidade, o brasileiro é sócio do restaurante Alquimia Fogo, sob a direção gastronômica do chefe brasileiro João Alcántara. [[imagem25232]]

Iniesta e sua “Bodega”

O meia espanhol Iniesta entrou em 2010 no ramo de produção de vinhos e tem um terreno de cultivo de 120 hectares. A ideia foi de seu pai, mas o jogador segue de perto o negócio e mostra que gosta bastante desse segmento. Tanto que o craque ampliou a empresa e passou a produzir também azeites em 2013. A marca Corazón Loco Oleo é um azeite extra virgem de ótima qualidade.  [[imagem25233]]