As 11 novidades mais esperadas do ano no mercado de produtos futebolísticos

0
898

Depois de um 2014 bastante movimentado no mercado de equipamentos de futebol, especialmente com as inovações tecnológicas apresentadas pelas marcas para a Copa do Mundo, há quem possa imaginar que 2015 dificilmente terá lançamentos tão marcantes. Porém, quem pensa assim pode se surpreender muito. E para comprovar isso, o Guia do Boleiro escalou as 11 novidades mais aguardadas do ano.

A lista inclui diversas novidades em chuteiras, passa pela expectativa com relação à divulgação de novas camisas de grandes times do mundo todo, e acaba servindo como uma análise do atual momento do mercado futebolístico.

Leia também: CR7 ganha chuteira com micro diamantes após 3ª Bola de Ouro

Por um lado, destacamos o retorno das marcas New Balance e Le Coq Sportif, que estavam fora do futebol. Por outro, revelamos também o que se pode esperar de Umbro e Under Armour. A primeira, uma das marcas mais tradicionais do setor, com mais de 90 anos de história. A segunda, uma gigante dos EUA que a cada dia aumenta mais sua presença na Europa e na América do Sul.

[[galeria]]

Na galeria acima, você pode conferir em primeira mão quais dos produtos já tiveram imagens vazadas antes de serem lançados oficialmente. E abaixo, conhece os detalhes de cada uma das novidades selecionadas pelo GB:

Nova geração da chuteira Adidas F50 Adizero (fotos 1 a 3)

Há anos a F50 é a chuteira usada pelos maiores artilheiros do mundo patrocinados pela marca alemã, como Messi, Diego Costa, Gareth Bale, Luis Suárez e muitos outros. Em termos visuais, a maior novidade do novo modelo será o cabedal em peça única com uma textura que lembra a escama de um peixe. Tecnicamente, a maior inovação fica na sola: um segundo nível de travas mais curtas que promete melhorar ainda mais a tração. O lançamento deve acontecer ainda em janeiro. Saiba mais sobre a nova F50.

Segunda edição da chuteira Nike Mercurial CR7 Gala (fotos 4 a 6)

O melhor jogador do mundo deve ganhar no final de março ou começo de abril a segunda edição da coleção CR7 Gala, que inclui roupas casuais, bola, caneleira e, claro, um chuteira exclusiva. O próximo modelo a ser usado por Cristiano Ronaldo deve ser prateado e cheio de pontos brilhantes, como os que aparecem no atual modelo usado pelo craque. No bico, a chuteira deve ganhar uma tira emborrachada como reforço. Saiba mais sobre a nova coleção CR7 Gala.

Nova geração da chuteira Nike Hypervenom com cano alto e edição especial para Neymar (fotos 7 a 10)

Lançada em 2013, a Hypervenom é a caçula entre as chuteiras da Nike e tem como principal nome o brasileiro Neymar, que ganhou até uma versão dourada do modelo durante a Copa 2014. Em 2015, o craque do Barcelona ganhará mais uma edição exclusiva da chuteira, dessa vez prateada. Além disso, a marca norte-americana lançará a Hypervenom 2, incluindo uma versão com cano alto, como já existe na Mercurial Superfly e na Magista Obra.

Revolução na linha de chuteiras da Adidas (fotos 11 a 14)

Por enquanto, poucos detalhes foram confirmados e muitas especulações se espalham nos bastidores. Mas o fato é que a Adidas deve sacudir o mercado com uma grande reformulação em sua linha de chuteiras. Pelo menos dois novos modelos devem ser lançados e outros, como a tradicionalíssima Predator, podem deixar de ser produzidas. Messi também passará a ter uma chuteira com seu nome e, com isso, não está claro qual será o futuro da Adizero F50, atual modelo usado pelo argentino.

As duas principais novidades, provavelmente lançadas apenas em julho, serão a Adidas Ace e a Adidas X. A chuteira Ace seria a substituta da Predator – um indício disso é o fato de protótipos já terem sido usados por Xabi Alonso durante treinos. Já o segundo modelo vem sendo testado desde 2013 e vinha sendo chamado de Adidas Chaos, mas deverá se chamar Adidas X. Protótipos do modelo já foram vistos nos pés de jogadores como James Rodríguez e Marcelo, ambos do Real Madrid. Esta seria a primeira chuteira da Adidas com cano alto.

Retorno da New Balance ao futebol (fotos 15 a 17)

Desde agosto de 2014, começou a ficar claro que a Warrior, marca pertencente à New Balance, estava a caminho do fim e que seria substituída pela "marca mãe". Assim, a NB será uma das marcas retornando ao futebol em 2015. Ainda no ano passado, jogadores como Aaron Ramsey e Samir Nasri já atuaram com protótipos de chuteiras da marca, que serão lançadas oficialmente ainda em janeiro.

Com relação a uniformes, o primeiro time a vestir uma camisa com logo da NB foi o O`Higgins, do Chile. No entanto, para esse modelo foi usado um antigo template da Warrior. As novidades devem aparecer mesmo no final da atual temporada, quando forem divulgadas as camisas de times como Liverpool e Porto para a temporada 2015-2016.

Retorno da Le Coq Sportif ao futebol (foto 18)

Patrocinadora de times históricos como a Itália de Paolo Rossi campeã da Copa do Mundo de 1982 e a Argentina de Maradona campeã em 1986, a Le Coq Sportif é a outra que volta ao mercado futebolístico em 2015. O primeiro passo da marca francesa será vestir a Fiorentina, da Itália, a partir da temporada 2015/2016. Resta saber se a empresa pretende vestir também grandes clubes no curto prazo.

Camisas neon da Nike para times brasileiros (fotos 19 a 22)

A pergunta está no ar desde setembro do ano passado, quando a marca norte-americana lançou, ao mesmo tempo, camisas em cores neon para times como Barcelona, Manchester City, Juventus, Inter de Milão e PSG: Será que os times brasileiros patrocinados pela marca, Corinthians, Coritiba, Internacional e Santos, também ganharão modelos desse tipo? Os recentes lançamentos das terceiras camisas do América do México e do Boca Juniors indicam que sim. Agora, é só esperar para ver se isso vai se confirmar.

Camisas do Brasil e de outras seleções para a Copa América (fotos 23 a 27)

Um ano após a Copa do Mundo no Brasil, o futebol de seleções volta com a Copa América, que será disputada no Chile entre 11 de junho e 4 de julho. Por aqui, claro, a maior expectativa é sobre quais novidades a Nike apresentará para os uniformes da seleção brasileira. A camisa reserva deve ser lançada já em fevereiro e a titular um pouco mais perto do início do torneio. Quatro seleções patrocinadas pela Adidas, Argentina, Colômbia, Paraguai e Meexico, já tiveram imagens de suas camisas vazadas.

Camisa do Barcelona com faixas horizontais (foto 28)

Essa promete ser muito polêmica. Vazada em dezembro pelo jornal Sport, a nova camisa do clube catalão feita pela Nike para a temporada 2015/2016 teria listras horizontais, não verticais. A inovação ousada, no entanto, vai contra o estatuto do clube e irritou torcedores e alguns dirigentes que não foram consultados sobre o novo design. Para completar, o modelo foi acusado de ser um plágio da camisa de um time da segunda divisão espanhola. Resta saber se com todos esses aspectos a Nike e o Barça insistirão nesse desenho.

Após retomada em 2014, quais serão as novidades da Umbro? (fotos 29 a 33)

Ano passado a marca inglesa reconquistou uma grande parte do espaço que tinha perdido no mercado futebolístico. Na Europa, assumiu a produção de uniformes de vários times pequenos e médios, tirou o PSV da Nike e até investiu para tentar retornar ao gigante Manchester United. No Brasil, além de Atlético-PR, Remo e Náutico, fechou com Vasco e Grêmio. Tudo isso sempre fazendo camisas que ficam entre as preferidas dos torcedores pelo visual clássico. Em 2015, a marca já começou mostrando que, além de elegante, pode ser ousada, com duas chuteiras em rosa e azul turquesa. Vale a pena ficar esperto no que mais virá por aí ao longo do ano.

Expansão da Under Armour na Europa e chegada ao Brasil (fotos 34 a 36)

Se a New Balance e a Le Coq Sportif voltam e a Umbro continua sua retomada, para a Under Armour 2015 pode ser o ano para se afirmar como mais uma gigante na briga de marcas pelo mercado futebolístico. Na Europa, a marca por enquanto segue tendo o Tottenham como principal time, mas já mostrou seu poder de fogo ao aparecer como candidata a substituir a Nike como fornecedora de uniformes do Barcelona. Também é grande a expectativa pela chegada da UA ao Brasil. A marca já foi especulada no Cruzeiro, no Santos e no São Paulo, mas a pergunta continua: que clube será usado como porta de entrada da empresa americana no país?