Alemanha bate recorde e vende mais de 3 milhões de camisas no ano

0
153

O título da Copa do Mundo 2014, conquistada no Brasil, ainda rende frutos para a Alemanha (e, especialmente, para sua patrocinadora Adidas) fora de campo. A empresa alemã divulgou números sobre as vendas de camisas da seleção tetracampeã do mundo e o resultado é um recorde histórico, com mais de 3 milhões de unidades vendidas desde o lançamento do uniforme, em novembro de 2013.

Escolha as camisas mais belas e feias de 2014 na final do II Concurso GB

Para efeito de comparação, o recorde anterior era de 2006, quando a Alemanha foi o país-sede da Copa. Na ocasião, foram vendidas 1,2 milhão de camisas da equipe, cerca de 40% da marca atingida este ano. Em 2010, ano do Mundial disputado na África do Sul, as vendas foram dez vezes menores.

[[galeria]]

Os números também impressionam na comparação com os clubes recordistas de vendas. Segundo dados a agência PR Marketing, o Real Madrid é o time que mais vende camisas no mundo. Também patrocinado pela Adidas, tem uma média de cerca de 1,6 milhão de camisas comercializadas por ano entre as temporadas 2009/2010 e 2013/2014.

Leia também: Site diz como serão as camisas do Real Madrid para 2015-2016

Se o título – conquistado após a histórica goleada por 7 a 1 sobre o Brasil nas semifinais e a vitória por 1 a 0 contra a Argentina na decisão – ajudou a empurrar as vendas (que já eram boas antes do torneio), vale destacar também que um terço delas aconteceu fora da alemanha, demonstrando o apelo global do time comandado por Joachim Löw.

O excelente resultado alemão ajudou a Adidas a atingir suas metas para a Copa. A estimativa era de vender 2 milhões de camisas para cada uma de suas principais seleções, Alemanha, Argentina e Espanha. O fiasco dos campeões de 2010, porém, foi refletido em baixas vendas, que acabaram compensadas pelo recorde dos novos campeões.