Avaliação técnica aponta Brazuca mais estável que a Jabulani

0
142

A Proteste, Associação de direito dos consumidores, encomendou uma avaliação técnica da Brazuca, bola da Adidas que será utilizada na Copa do Mundo de 2014. E os resultados indicam que a bola deve sofrer menos críticas que sua antecessora, a Jabulani, utilizada na Copa da África do Sul em 2010.

Confira na galeria imagens de todas as versões da Brazuca, incluindo de times brasileiros:

[[galeria]]

Realizado por Takeshi Asai, especialista da Universidade de Tsukuba, no Japão, e analisado pelo pesquisador Gilder Nader, do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), o teste concluiu que a Brazuca proporcionará aos jogadores uma precisão melhor nos chutes. Veja o vídeo abaixo.

{Para comprar as diferentes versões da Brazuca a partir de R$ 69,90, clique aqui}

A explicação é física: menos resistente ao ar, a Jabulani tinha "velocidade de crise" em torno de 86 km/h, o que fazia com que ela mudasse de direção repentinamente muito próxima ao gol. Já a Brazuca tem a crise já aos 60 km/h, o que faz com que esse momento seja quase imperceptível.

A maior resistência da Brazuca também pode acarretar em chutes menos potentes. Uma boa notícia para os goleiros, que sofreram com a Jabulani em 2010, mas que traz a expectativa de uma Copa com menor média de gols.

Leia também: Flamengo, Palmeiras e Fluminense ganham versões da Brazuca personalizadas

Lançada no início de dezembro, a Brazuca já havia passado pelos rigorosos testes da Fifa, que avaliam peso, circunferência, redondeza, altura do quique, absorção de água e perda de pressão. A Adidas também afirma que o modelo foi o mais testado da história, passando pelos pés de 600 jogadores de 30 times profissionais de 10 países durante dois anos e meio antes de ser apresentada oficialmente. 

[[video11280]]