Puma rompe com África do Sul após acusações de resultados comprados

0

 A Puma anunciou na última quinta-feira que está quebrando seu contrato de parceria com a seleção da África do Sul, após um longo período de investigações sobre possíveis acordos de resultados comprados por parte da Associação de Futebol da África do Sul (SAFA).

[[galeria]]Desde o final do ano passado, a instituição da nação africana vem sendo acusada pela Fifa de ter os resultados arrumados dos jogos contra Tailândia, Bulgária, Colômbia e Guatemala, amistosos antes da Copa do Mundo de 2010, em que a África do Sul foi anfitriã.

Na semana passada, no entanto, o assunto ficou ainda mais quente com a prisão de Clifford Malgas, que foi o árbitro de uma das partidas suspeitas.

"De acordo com as alegações de resultados combinados feitos contra a SAFA, além de respostas inapropriadas da instituição, a Puma está terminando imediatamente seu contrato", declarou a marca em uma nota.

Com a decisão da Puma, a marca alemã encerra uma parceria de menos de dois anos de existência com o time africano. Em 2012, a Puma havia assumido o patrocínio da África do Sul, após o encerramento do vínculo do país com a Adidas.