Após ruptura conturbada, Totti volta a ser patrocinado pela Nike

0

Depois de muitos anos utilizando chuteiras pintadas de preto, artifício usado por atletas que não são patrocinados por marcas esportivas (como era o caso do atacante brasileiro Fred), o veterano meia-atacante Francesco Totti dá sinais de que voltará a ser um dos nomes da Nike.

LEIA TAMBÉM: Cristiano Ronaldo apresenta sua nova chuteira galáctica e coleção de roupas

O curioso é que em 2004 jogador e empresa se envolveram em uma grande polêmica. Naquele ano, a Itália estreou na Eurocopa contra a seleção da Dinamarca, em um duelo que terminou em empate sem gols. Na época, Totti era um dos grandes destaques do futebol europeu e, durante a entrevista coletiva após o resultado fraco diante do rival, atribuiu, para surpresa de jornalistas e torcedores, seu desempenho duvidoso à chuteira Nike.

[[galeria]]O italiano disse que a marca norte-americana o havia forçado a utilizar chuteiras que, nas palavras do italiano, "me fizeram sentir como se estivesse com os pés num terreno pelando. Estou com grandes bolhas nos pés". A declaração fez com que a Nike se sentisse traída, principalmente porque estava fresco um contrato entre as partes que renderia 500 mil euros ao atacante por ano, pagos pela Nike.

Depois do entrevero, as partes não renovaram contrato, e Totti passou a não querer mais ser patrocinado por uma marca. Desde então, o italiano passou a usar chuteiras de acordo com seu gosto e, na maioria das vezes, pintadas de preto, para não fazer propaganda de uma marca.

Nos últimos meses, no entanto, principalmente pela facilidade de a Nike passar a ser a patrocinadora da Roma a partir de 2014, o meia-atacante italiano parece ter se entendido com a empresa que mais fatura no futebol e voltou a utilizar chuteiras da Nike, mas precisamente o modelo Tiempo. 

Aos 37 anos e vivendo ótima fase no time grená, o técnico da seleção italiana, Cesare Prandelli, afirmou que pode chamar Totti para jogar a Copa do Mundo de 2014.