Balotelli troca Hypervenom por CTR no meio da partida da seleção italiana

0

Tudo o que o italiano Mario Balotelli faz em campo ou fora dele é excepcional ou curioso. Depois de camuflar seu carro, envolver a namorada em apostas e outras excentricidades, o atacante chamou mais uma vez a atenção no duelo da seleção italiana contra a República Tcheca.

Além de ser expulso faltando 18 minutos para o apito final, o jogador foi notado por ter trocado de chuteira no meio do jogo, episódio que foi notado até pelos comentaristas da partida, que brincaram que ele havia feito um pit stop no vestiário para trocar as rodas.

As rodas, claro, não foram trocadas durante o jogo que terminou em 0 a 0, em partida válida pelo Grupo A das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo, mas sim as chuteiras do atacante que joga atualmente pelo Milan.

Balotelli começou a partida com a Hypervenom, o novo modelo de chuteira da Nike que tem Neymar como garoto-propaganda mundial, mas resolveu mudar para a chuteira que estava utilizando anteriormente, a CTR 360.

Apesar de não ter sido noticiado o porquê da troca, pode-se deduzir que o italiano pode não ter se acostumado com a Hypervenom ou que ele realmente prefira utilizar a CTR 360.

Ambas da Nike, a Hypervenom tem várias inovações tecnológicas como o cabedal em malha e o solado de nylon comprimido, além de travas finas e redondas; enquanto a CTR 360 é feita com couro sintético e tem travas mais curvas e com um alinhamento circular.

Nesta semana, o Guia do Boleiro reportou que Balotelli havia divulgado em seu perfil no Twitter fotos de sua nova chuteira, uma Hypervenom customizada.

[[imagem4830]] O que você acha que aconteceu? Qual das duas você prefere? Deixe seu comentário