Transferência para o Barça pode fazer de Neymar o maior astro global da Nike

0
187

O que ele vai alcançar dentro de campo ainda não se sabe, mas já é possível imaginar que a transferência do Santos para o Barcelona possa transformar Neymar no principal garoto-propaganda da Nike no mercado global no futuro. Ao escolher a equipe catalã, o atacante ganhou muitas vantagens em relação a "concorrentes" como Cristiano Ronaldo, Wayne Rooney, Zlatan Ibrahimovic, Andrés Iniesta e Mario Balotelli.

Neymar se apresenta ao Barcelona e recebe camisa ainda sem número

Vamos à análise. Neymar defende a seleção brasileira, a mais vitoriosa da história e que, em 2014, vai disputar a Copa do Mundo como anfitriã. Seu novo clube tem a soberania mundial questionada no momento, mas foi o melhor do planeta nos últimos anos e tem força para tentar retomar esse posto. Detalhe: ambas as equipes são também patrocinadas pela empresa norte-americana. Por fim, o garoto tem um perfil midiático poucas vezes visto.

Seu maior "rival" dentro da Nike é Cristiano Ronaldo. Ele já foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa, defende o Real Madrid, outro dos maiores clubes da Europa, e talvez seja o único atleta a igualar o brasileiro no quesito carisma. As coincidências, no entanto, param por aí. A Nike não pode usar CR7 como garoto-propaganda usando a camisa do Real, já que o clube é patrocinado por sua rival Adidas. E a seleção portuguesa não tem sequer a presença na Copa garantida, imagine então o status de uma das favoritas, que o Brasil carrega independente da atual fase.

Neymar apresenta nova linha de tênis de futsal e chuteiras de society da Nike

Com tudo isso, Neymar pode até demorar para ter uma chuteira exclusiva ou uma linha de roupas particular, como o português já tem, mas ao longo dos próximos 12 meses ele deve ter o mesmo espaço (ou mais) nas campanhas da marca relacionadas à Copa do Mundo. Além disso, seus 21 anos, contra os 28 de Cristiano (curiosamente, ambos nasceram no mesmo dia, 5 de fevereiro) fazem com que o brasileiro já apareça como principal candidato a protagonista futuro.

Barça dá boas-vindas a Neymar: “o pesadelo de qualquer defesa”

Seguindo a lista de concorrentes, aparece Rooney, principal nome da Inglaterra. Também defende um clube gigante, o Manchester United, uma seleção tradicional e tem a sorte de ambos serem patrocinados pela Nike. O jogador, porém, nunca chegou sequer entre os três finalistas no prêmio de melhor do mundo da Fifa. É um grande nome, mas parece já ter passado do auge. E, convenhamos, nesse caso o carisma nem entra na pauta.

[[imagem4661]]

Os outros três nomes são de jogadores que talvez estejam entre os dez principais do mundo atualmente, mas que perdem para Neymar em vários critérios. Ibrahimovic joga em um time que também é da Nike, o Paris Saint-Germain, mas sua seleção, a Suécia, tem muito menos tradição e ainda é patrocinada pela Adidas. Iniesta, companheiro de Barça, é muito discreto para ocupar o papel de estrela e tem o mesmo problema de Ibra por defender a Espanha, também apoiada pela marca alemã. E Balotelli não pode aparecer em campanhas da Nike nem com a camisa de seu clube, o Milan (Adidas), nem da seleção da Itália (Puma), além de ter o estilo bad boy como outro problema.

Nike lança Hypervenom, a nova chuteira de Neymar, Ibrahimovic e Rooney

Para completar, se Neymar parece em vantagem "dentro de casa", resta superar o maior rival, Messi. Agora companheiro de Barcelona, o argentino é patrocinado pela Adidas, então não aparece em publicidades com a camisa do clube, só da seleção. Além disso, o atual melhor do mundo é reconhecidamente um problema para os marketeiros, pelo estilo discreto e sereno que mantém fora de campo.

Com homenagens, Balotelli adere à chuteira de Neymar

A tendência, a um ano da Copa, é de polarização entre os dois. Neymar como estrela da Nike e do Brasil, Messi como principal arma da Adidas e da Argentina. E, se ambos repetirem juntos seus melhores momentos, todos têm a ganhar. Nike, Adidas, Brasil, Argentina, mas especialmente o Barcelona e seus torcedores.