Retrospectiva das camisas e equipamentos utilizados por Beckham

0

David Beckham se aposenta nesta semana e sai dos gramados como o jogador mais bem pago do futebol aos 38 anos, sem sequer ter sido eleito uma única vez melhor jogador do mundo pela FIFA.

É claro que o meia de 1,83m foi um excelente jogador e chegou a pegar a segunda colocação nas eleições de 1999 e 2001, atrás de Rivaldo e o português Luis Figo respectivamente. Mesmo assim, Beckham ultrapassa o conceito de um bom jogador para se tornar um dos mais bem sucedidos financeiramente (tem fortuna estimada em US$ 600 milhões) e se transformar em um um ícone mundial.

[[galeria]]

Tudo que o meia inglês fez ou vestiu vendeu muito. Sua camisa número 32 no PSG é a mais vendida, mesmo sem ter sido titular absoluto e dividindo atenções com Ibrahimovic, Lucas, Thiago Silva, entre outros.

LEIA TAMBÉM: Adidas lança novo modelo de chuteira com proteção para tendão e dedos

Sua patrocinadora de materiais esportivos, Adidas, percebeu logo o potencial de Beckham e fechou com o inglês um patrocínio vitalício. A marca alemã estima que vendeu mais de 10 milhões de camisas do inglês, que vestiu também a chuteira Predator, uma das mais vendidas mundialmente.

Além das cifras e do bom futebol, David Beckham deixa um legado de simpatia, elegância (que lhe renderam produtos personalizados como relógios, joias e coleções de roupas, entre outros) e boa índole, já que já no fim de carreira doava integralmente seu salário para instituições de caridade, além de ter feito inúmeras ações beneficentes ao longo da carreira.

Clubes em que atuou:

Manchester United: 1992 até 2003 (De 94 a 95 foi emprestado ao Preston North End)

Real Madrid: 2003 até 2007

Los Angeles Galaxy: 2007, 2009, 2010, 2011 e 2012

Milan: 2008 e 2009

PSG: 2013